1.600 portáteis para que nenhum aluno ficasse para trás

Jorge Carvalho, o secretário regional que tutela a Educação relevou que o Governo Regional investiu em equipamentos para que nenhum aluno ficasse para trás na pandemia. Conforme as suas palavras, o Executivo madeirense investiu em “1.600 portáteis que permitiram que os alunos e/ou as escolas que não estavam preparadas pudessem responder ao ensino à distância”. Jorge Carvalho contraria o discurso dos socialistas, referindo que “garantimos que ninguém ficava para trás”. E ressalvou que “dos cerca de 52.000 alunos que temos na Região, apenas cerca de 5.000 ficaram no ensino à distância”.

1.600 portáteis para que nenhum aluno ficasse para trás
Jorge Carvalho, o secretário regional que tutela a Educação relevou que o Governo Regional investiu em equipamentos para que nenhum aluno ficasse para trás na pandemia. Conforme as suas palavras, o Executivo madeirense investiu em “1.600 portáteis que permitiram que os alunos e/ou as escolas que não estavam preparadas pudessem responder ao ensino à distância”. Jorge Carvalho contraria o discurso dos socialistas, referindo que “garantimos que ninguém ficava para trás”. E ressalvou que “dos cerca de 52.000 alunos que temos na Região, apenas cerca de 5.000 ficaram no ensino à distância”.