30.700 crianças e alunos vão renovar as matrículas por telefone

Do total de 39.600 crianças e alunos esperados no próximo ano letivo, segundo as estimativas da tutela, cerca de 30.700 crianças e alunos (77,5%) renovarão através de um telefonema do Educador/Professor/Diretor de turma (em junho), uma alteração que se justifica pela covid-19. Serão mantidos este ano, mas “apenas com alguns ajustes pontuais face às exigências e ao estado da pandemia”, os processos de matrícula (pela primeira vez ou em caso de mudança de escola) e de renovação de matrícula que, na RAM, há alguns anos, são concretizados de forma quase automática e “com (muito) reduzida necessidade presencial, do ponto de vista dos encarregados de educação”. De acordo com a informação da SRE ao nosso jornal, no que diz respeito às renovações, serão concretizadas no final de junho para todos os níveis educativos, incluindo creches e pré-escola, com a conclusão dos processos de avaliação, nos casos em que tal se aplique. Do total de 39.600 crianças e alunos esperados no próximo ano letivo, segundo as estimativas da tutela, cerca de 30.700 crianças e alunos (77,5%) renovarão através de um telefonema do Educador/Professor/Diretor de turma (em junho), uma alteração que se justifica pela covid-19. Os restantes farão apenas uma entrega pontual de documento numa candidatura, sendo que nestas condições refira-se que 1.700 (4,3%) serão novas matrículas na Creche e EPE (1.ª semana de julho na escola de morada), 1.900 (4,8%) no 1.º Ano (1.ª semana de julho na escola de morada), 2.300 (5,8%) no 5.º Ano (última semana de junho na escola atual) e 3.000 (7,6%) no 10.º Ano (primeiras semanas de julho na escola de 1.ª opção).

Do total de 39.600 crianças e alunos esperados no próximo ano letivo, segundo as estimativas da tutela, cerca de 30.700 crianças e alunos (77,5%) renovarão através de um telefonema do Educador/Professor/Diretor de turma (em junho), uma alteração que se justifica pela covid-19. Serão mantidos este ano, mas “apenas com alguns ajustes pontuais face às exigências e ao estado da pandemia”, os processos de matrícula (pela primeira vez ou em caso de mudança de escola) e de renovação de matrícula que, na RAM, há alguns anos, são concretizados de forma quase automática e “com (muito) reduzida necessidade presencial, do ponto de vista dos encarregados de educação”. De acordo com a informação da SRE ao nosso jornal, no que diz respeito às renovações, serão concretizadas no final de junho para todos os níveis educativos, incluindo creches e pré-escola, com a conclusão dos processos de avaliação, nos casos em que tal se aplique. Do total de 39.600 crianças e alunos esperados no próximo ano letivo, segundo as estimativas da tutela, cerca de 30.700 crianças e alunos (77,5%) renovarão através de um telefonema do Educador/Professor/Diretor de turma (em junho), uma alteração que se justifica pela covid-19. Os restantes farão apenas uma entrega pontual de documento numa candidatura, sendo que nestas condições refira-se que 1.700 (4,3%) serão novas matrículas na Creche e EPE (1.ª semana de julho na escola de morada), 1.900 (4,8%) no 1.º Ano (1.ª semana de julho na escola de morada), 2.300 (5,8%) no 5.º Ano (última semana de junho na escola atual) e 3.000 (7,6%) no 10.º Ano (primeiras semanas de julho na escola de 1.ª opção).