Adeptos sul-coreanos indemnizados por Ronaldo ter ficado no banco de suplentes

Um tribunal distrital de Incheon decidiu, esta terça-feira, que os adeptos que não viram o futebolista português Cristiano Ronaldo em ação num jogo particular em Seul, na Coreia do Sul, em 2019, vão ter de ser indemnizados. De acordo com o...

Adeptos sul-coreanos indemnizados por Ronaldo ter ficado no banco de suplentes
Um tribunal distrital de Incheon decidiu, esta terça-feira, que os adeptos que não viram o futebolista português Cristiano Ronaldo em ação num jogo particular em Seul, na Coreia do Sul, em 2019, vão ter de ser indemnizados. De acordo com o site Mais Futebol, Ronaldo ficou no banco de suplentes da Juventus a 26 de julho, frente à equipa de estrelas da liga coreana, a K-League Stars, num jogo que terminou empatado, 3-3. Alegadamente devido a fadiga muscular, o internacional português não jogou. O duelo teve assistência de cerca de 65 mil adeptos, após o promotor, a agência The Fasta, ter garantido a presença de CR7. Os bilhetes, entre os 23 e os 300 euros, esgotaram em poucos minutos mas ninguém viu o "melhor do mundo" jogar. Dois adeptos avançaram com uma ação por publicidade enganosa contra o promotor, condenado a pagar 371.000 won (moeda da Coreia do Sul), ou seja, 282 euros a cada um. Em agosto, um adepto viajou mesmo da Coreia do Sul para pedir satisfações a Cristiano Ronaldo.  Outras ações judiciais estão ainda a decorrer, após o promotor ter arrecadado cerca de 4,4 milhões de euros com a venda de bilhetes.