Agências de viagens com 2.500 portugueses para repatriar

De acordo com o 'Jornal de Notícias', as agências de viagens têm 2 mil e quinhentos portugueses para repatriar, em 99 países.  Segundo a mesma fonte, o presidente da Asssociação Portuguesa das Agências de Viagens e Turismo (APAVT) revelou, esta sexta-feira, à Lusa, que foram repatriados 27 mil e cinhentos portugueses, desde que foi declarado pandemia.Contudo, faltam ainda 2 mil e quinhentos. "Quando foi declarada a pandemia tivemos a noção de que estariam em causa cerca de 30 mil passageiros que teriam que antecipar o seu regresso. Desde esse dia e até hoje, já foram repatriados 27500 passageiros, ou seja, existem 2500 portugueses, que registaram a sua viagem por uma agência, que estão em 99 destinos diferentes e querem regressar", disse Pedro Costa Ferreira, em declarações à Lusa. O responsável referiu ainda a a dificuldade em voltar para a sua terra, dado que não existem voos comerciais disponiveis. No seue ntender, a solução passaria por abrir corredores aéreos ou fazer concessões de 'slots' (faixas horárias), em determinados aeroportos.  "Nós decidimos manter um diálogo muito estreito com o Ministério dos Negócios Estrangeiros e estamos a enviar, a todo o momento, a informação que vamos obtendo", sublinhou. Já o Ministro dos Negócios Estrangeiros, Augusto Santos Silva, segundo declarações que deu à Lusa, as agencias de viagens não devem "abandonar" os seus clientes. Pedro Costa Ferreira diz que não estamos num tempo "para olhar para o lado à procura de culpados". "Temos todos que trabalhar em conjunto e de uma forma próxima e é isso que estamos a fazer com o Ministério dos Negócios Estrangeiros, com êxito, e a verdade é que muitos já regressaram", finalizou o responsável da APAVT.    

Agências de viagens com 2.500 portugueses para repatriar
De acordo com o 'Jornal de Notícias', as agências de viagens têm 2 mil e quinhentos portugueses para repatriar, em 99 países.  Segundo a mesma fonte, o presidente da Asssociação Portuguesa das Agências de Viagens e Turismo (APAVT) revelou, esta sexta-feira, à Lusa, que foram repatriados 27 mil e cinhentos portugueses, desde que foi declarado pandemia.Contudo, faltam ainda 2 mil e quinhentos. "Quando foi declarada a pandemia tivemos a noção de que estariam em causa cerca de 30 mil passageiros que teriam que antecipar o seu regresso. Desde esse dia e até hoje, já foram repatriados 27500 passageiros, ou seja, existem 2500 portugueses, que registaram a sua viagem por uma agência, que estão em 99 destinos diferentes e querem regressar", disse Pedro Costa Ferreira, em declarações à Lusa. O responsável referiu ainda a a dificuldade em voltar para a sua terra, dado que não existem voos comerciais disponiveis. No seue ntender, a solução passaria por abrir corredores aéreos ou fazer concessões de 'slots' (faixas horárias), em determinados aeroportos.  "Nós decidimos manter um diálogo muito estreito com o Ministério dos Negócios Estrangeiros e estamos a enviar, a todo o momento, a informação que vamos obtendo", sublinhou. Já o Ministro dos Negócios Estrangeiros, Augusto Santos Silva, segundo declarações que deu à Lusa, as agencias de viagens não devem "abandonar" os seus clientes. Pedro Costa Ferreira diz que não estamos num tempo "para olhar para o lado à procura de culpados". "Temos todos que trabalhar em conjunto e de uma forma próxima e é isso que estamos a fazer com o Ministério dos Negócios Estrangeiros, com êxito, e a verdade é que muitos já regressaram", finalizou o responsável da APAVT.