Albuquerque enaltece obra e percurso de Ana Vidigal

 Presidente do Governo Regional, Miguel Albuquerque, deslocou-se sábado, 5 de dezembro, ao MUDAS, na Calheta, por ocasião da abertura da exposição de Ana Vidigal.  O chefe do Governo enalteceu a obra e o percurso de Ana Vidigal que entre 1998 e 1999 foi pintora residente do Museu de Arte Contemporânea, na Fortaleza de São Tiago, Funchal.   Intitulada '20 Anos Depois', a exposição reúne um conjunto de obras distribuídas entre objetos, técnica mista e instalação que, de certa maneira, revisitam a obra produzida entre 2016 e 2019.  Referir que a exposição marca o regresso da conceituada artista à Madeira, exatamente vinte anos após "Véu da Noiva", projeto partilhado com Ruth Rosengarten, que esteve patente no Salão Nobre do Teatro Municipal Baltazar Dias.  '20 Anos Depois' está patente ao público até 27 de fevereiro de 2021. A entrada é livre. 

Albuquerque enaltece obra e percurso de Ana Vidigal
 Presidente do Governo Regional, Miguel Albuquerque, deslocou-se sábado, 5 de dezembro, ao MUDAS, na Calheta, por ocasião da abertura da exposição de Ana Vidigal.  O chefe do Governo enalteceu a obra e o percurso de Ana Vidigal que entre 1998 e 1999 foi pintora residente do Museu de Arte Contemporânea, na Fortaleza de São Tiago, Funchal.   Intitulada '20 Anos Depois', a exposição reúne um conjunto de obras distribuídas entre objetos, técnica mista e instalação que, de certa maneira, revisitam a obra produzida entre 2016 e 2019.  Referir que a exposição marca o regresso da conceituada artista à Madeira, exatamente vinte anos após "Véu da Noiva", projeto partilhado com Ruth Rosengarten, que esteve patente no Salão Nobre do Teatro Municipal Baltazar Dias.  '20 Anos Depois' está patente ao público até 27 de fevereiro de 2021. A entrada é livre.