Arquivo e Biblioteca da Madeira é "uma porta da sociedade ao conhecimento”

Eduardo Jesus, secretario regional de Turismo e Cultura, esteve hoje presente no Arquivo e Biblioteca da Madeira (ABM) para a assinatura do contrato de depósito estabelecido entre a Secretaria Regional de Turismo e Cultura, através da Direção Regional do Arquivo e Biblioteca da Madeira, e a Fábrica Paroquial da Igreja de São Jorge, ocasião onde aproveitou para enaltecer o trabalho levado a cabo pelo ABM como “uma porta da sociedade ao conhecimento”. A coleção agora recém-chegada ao Arquivo engloba uma coleção de livros litúrgicos da Igreja Católica entre 1726 e 1958, que se calcula que seja dos finais do séc. XV ou séc. XVI., entregue pelo padre Ronald Isaías Alves Vieira que esteve também presente na ocasião. “É um momento importante para o Arquivo e Biblioteca da Madeira”, frisou o secretário regional com a tutela da Cultura, apontando ainda a “competência” do ABM por “merecer a confiança da Igreja Paroquial de São Jorge pelo significado que ela tem, por aquilo que representa em toda a Região e pela história que ali se concentra”. Eduardo Jesus agradeceu ainda, em nome do Governo regional, ao padre Ronald “não só pelo ato de depósito como também pelo trabalho que tem vindo a desenvolver na preservação e conservação do património”. De referir que após o devido tratamento, a documentação estará disponível para consulta pública.  

Arquivo e Biblioteca da Madeira é "uma porta da sociedade ao conhecimento”
Eduardo Jesus, secretario regional de Turismo e Cultura, esteve hoje presente no Arquivo e Biblioteca da Madeira (ABM) para a assinatura do contrato de depósito estabelecido entre a Secretaria Regional de Turismo e Cultura, através da Direção Regional do Arquivo e Biblioteca da Madeira, e a Fábrica Paroquial da Igreja de São Jorge, ocasião onde aproveitou para enaltecer o trabalho levado a cabo pelo ABM como “uma porta da sociedade ao conhecimento”. A coleção agora recém-chegada ao Arquivo engloba uma coleção de livros litúrgicos da Igreja Católica entre 1726 e 1958, que se calcula que seja dos finais do séc. XV ou séc. XVI., entregue pelo padre Ronald Isaías Alves Vieira que esteve também presente na ocasião. “É um momento importante para o Arquivo e Biblioteca da Madeira”, frisou o secretário regional com a tutela da Cultura, apontando ainda a “competência” do ABM por “merecer a confiança da Igreja Paroquial de São Jorge pelo significado que ela tem, por aquilo que representa em toda a Região e pela história que ali se concentra”. Eduardo Jesus agradeceu ainda, em nome do Governo regional, ao padre Ronald “não só pelo ato de depósito como também pelo trabalho que tem vindo a desenvolver na preservação e conservação do património”. De referir que após o devido tratamento, a documentação estará disponível para consulta pública.