Candidato à Câmara do Porto Santo denuncia divisões no PSD

O empresário Luís Bettencourt, que assumiu já a intenção de se candidatar à Câmara do Porto Santo no próximo ano, veio a público denunciar divisões no PSD com alegado objetivo de afastarem o atual presidente de uma possível recandidatura. "É sabido por todos que este partido [PSD-M] está dividido e existem várias frações no Porto Santo, sendo que uma delas está a boicotar o trabalho do atual executivo da câmara para que não façam um bom trabalho e possam ser substituídos em 2021", afirma. Na opinião de Luís Bettencourt, "no meio desta guerra, quem sofre é o povo que não tem culpa dos jogos de poder e interesses e veem as suas vidas e os seus problemas por resolver". E acrescenta que quando o mesmo partido está no governo, na câmara, na junta e na assembleia, "as coisas não funcionam", apontando como "solução" uma candidatura independente como aquela que pretende fornalizar no próximo ano, certo de que assim não estará sujeito a pressões. "Um nova esperança", avança desde já, é o que Luís Bettencourt pretende ser para a ilha onde vive e é empresário do ramo da restauração.

Candidato à Câmara do Porto Santo denuncia divisões no PSD
O empresário Luís Bettencourt, que assumiu já a intenção de se candidatar à Câmara do Porto Santo no próximo ano, veio a público denunciar divisões no PSD com alegado objetivo de afastarem o atual presidente de uma possível recandidatura. "É sabido por todos que este partido [PSD-M] está dividido e existem várias frações no Porto Santo, sendo que uma delas está a boicotar o trabalho do atual executivo da câmara para que não façam um bom trabalho e possam ser substituídos em 2021", afirma. Na opinião de Luís Bettencourt, "no meio desta guerra, quem sofre é o povo que não tem culpa dos jogos de poder e interesses e veem as suas vidas e os seus problemas por resolver". E acrescenta que quando o mesmo partido está no governo, na câmara, na junta e na assembleia, "as coisas não funcionam", apontando como "solução" uma candidatura independente como aquela que pretende fornalizar no próximo ano, certo de que assim não estará sujeito a pressões. "Um nova esperança", avança desde já, é o que Luís Bettencourt pretende ser para a ilha onde vive e é empresário do ramo da restauração.