CDU denuncia "falsas promessas" da Câmara do Funchal em relação às zonas altas

A deputada municipal da CDU, Herlanda Amado denunciou esta manhã, após uma visita às zonas altas do Funchal, que "a problemática da falta de acessibilidades ainda está muito longe de ser resolvida, quando existem novos arruamentos que são promessas com mais de 20 anos, algumas desde os executivos do PSD, e continuamente prometidas pelos executivos do PS, mas para desilusão de quem deles precisa, continuam por concretizar no terreno". Herlanda Amado disse que "nas zonas altas e super altas do concelho é possível identificar cidadãos que reivindicam há décadas a construção de novos acessos nas suas localidades, dotando-as de uma rede viária adequada, o mais próxima possível dos locais de residência, mas, esses acessos tardam em se concretizar". Referiu também as dificuldades porque passam muitos funchalenses que vivem nestas localidades, salientando que "são uma realidade bem conhecida dos eleitos da CDU que, em vários momentos, têm apresentado propostas, para que a Câmara Municipal do Funchal garanta as verbas necessárias para que sejam concretizadas as obras há muito prometidas e que constam dos últimos orçamentos camarários". A respeito, a deputada municipal recordou o alargamento do Caminho do Jamboto, na freguesia de Santo António, "prometido há décadas" e que "tarda em arrancar no terreno". "Neste jogo das falsas promessas partilhadas pelos executivos do PSD e PS, os prejudicados são os mesmos de sempre, as populações. Esta é uma postura inaceitável e reprovável e que tem feito agravar as desigualdades sociais e territoriais no Funchal", apontou.

CDU denuncia "falsas promessas" da Câmara do Funchal em relação às zonas altas
A deputada municipal da CDU, Herlanda Amado denunciou esta manhã, após uma visita às zonas altas do Funchal, que "a problemática da falta de acessibilidades ainda está muito longe de ser resolvida, quando existem novos arruamentos que são promessas com mais de 20 anos, algumas desde os executivos do PSD, e continuamente prometidas pelos executivos do PS, mas para desilusão de quem deles precisa, continuam por concretizar no terreno". Herlanda Amado disse que "nas zonas altas e super altas do concelho é possível identificar cidadãos que reivindicam há décadas a construção de novos acessos nas suas localidades, dotando-as de uma rede viária adequada, o mais próxima possível dos locais de residência, mas, esses acessos tardam em se concretizar". Referiu também as dificuldades porque passam muitos funchalenses que vivem nestas localidades, salientando que "são uma realidade bem conhecida dos eleitos da CDU que, em vários momentos, têm apresentado propostas, para que a Câmara Municipal do Funchal garanta as verbas necessárias para que sejam concretizadas as obras há muito prometidas e que constam dos últimos orçamentos camarários". A respeito, a deputada municipal recordou o alargamento do Caminho do Jamboto, na freguesia de Santo António, "prometido há décadas" e que "tarda em arrancar no terreno". "Neste jogo das falsas promessas partilhadas pelos executivos do PSD e PS, os prejudicados são os mesmos de sempre, as populações. Esta é uma postura inaceitável e reprovável e que tem feito agravar as desigualdades sociais e territoriais no Funchal", apontou.