Congresso do PS-Madeira adiado devido à Covid-19

O Partido Socialista-Madeira decidiu adiar o congresso do partido, devido à pandemia de Covid-19. Conforme lembra em comunicado, a eleição do próximo presidente do PS-M estava agendada para o dia 9 de maio e a reunião magna estava marcada para os dias 23 e 24 do mesmo mês, mas, tal como explicou o presidente da Comissão Regional, a atual situação de emergência causada pela pandemia de Covid-19 levou à tomada de decisão de adiar estes atos.  "É do mais elementar bom senso que o PS proceda em conformidade e proceda ao adiamento, sendo que o agendamento do congresso far-se-á, tranquilamente, um pouco mais para a frente", afirmou Bernardo Trindade. Para já, de acordo com o dirigente, a nova data ainda não está definida, sendo que será convocada para esse efeito uma nova reunião da Comissão Regional, órgão que tem o poder de agendamento do congresso. Bernardo Trindade lembra que "as nossas vidas, hoje, estão suspensas" e que "todos nós estamos a viver uma situação completamente nova e inexplicada", frisando que, com tranquilidade e bom senso, será feito esse reagendamento. "Temos uma Comissão Organizadora do Congresso eleita e que está a proceder normalmente. O que faremos é este adiamento, com novas datas de eleição de delegados e de recebimento de candidaturas", acrescentou, dando nota que, graças às novas tecnologias, há possibilidade de ser feita uma reunião por teleconferência, com o envolvimento de todos.   De referir ainda que, devido à atual situação de emergência sanitária, além da escolha do novo líder dos socialistas madeirenses, ficam igualmente adiadas as eleições da presidente das Mulheres Socialistas e dos delegados ao Congresso Regional.  

Congresso do PS-Madeira adiado devido à Covid-19
O Partido Socialista-Madeira decidiu adiar o congresso do partido, devido à pandemia de Covid-19. Conforme lembra em comunicado, a eleição do próximo presidente do PS-M estava agendada para o dia 9 de maio e a reunião magna estava marcada para os dias 23 e 24 do mesmo mês, mas, tal como explicou o presidente da Comissão Regional, a atual situação de emergência causada pela pandemia de Covid-19 levou à tomada de decisão de adiar estes atos.  "É do mais elementar bom senso que o PS proceda em conformidade e proceda ao adiamento, sendo que o agendamento do congresso far-se-á, tranquilamente, um pouco mais para a frente", afirmou Bernardo Trindade. Para já, de acordo com o dirigente, a nova data ainda não está definida, sendo que será convocada para esse efeito uma nova reunião da Comissão Regional, órgão que tem o poder de agendamento do congresso. Bernardo Trindade lembra que "as nossas vidas, hoje, estão suspensas" e que "todos nós estamos a viver uma situação completamente nova e inexplicada", frisando que, com tranquilidade e bom senso, será feito esse reagendamento. "Temos uma Comissão Organizadora do Congresso eleita e que está a proceder normalmente. O que faremos é este adiamento, com novas datas de eleição de delegados e de recebimento de candidaturas", acrescentou, dando nota que, graças às novas tecnologias, há possibilidade de ser feita uma reunião por teleconferência, com o envolvimento de todos.   De referir ainda que, devido à atual situação de emergência sanitária, além da escolha do novo líder dos socialistas madeirenses, ficam igualmente adiadas as eleições da presidente das Mulheres Socialistas e dos delegados ao Congresso Regional.