Covid-19: Ainda é cedo para prever pico da doença na Madeira

Nesta fase, ainda é cedo para prever quando irá acontecer o pico da doença na Madeira. De acordo com Bruna Gouveia, vice-presidente do IASAÚDE, a evolução verificada na Região não segue uma curva contínua com grande declive, sendo o objetivo manter os números mais baixos do que aquilo que se tem visto em território nacional e noutros países. As medidas madeirenses têm seguido esse sentido, para que nunca haja registo de muitos casos de uma vez e para que o serviço de saúde consiga dar resposta. Recorde-se que, segundo a DGS, o pico da doença em Portugal está previsto para meados de maio.

Covid-19: Ainda é cedo para prever pico da doença na Madeira
Nesta fase, ainda é cedo para prever quando irá acontecer o pico da doença na Madeira. De acordo com Bruna Gouveia, vice-presidente do IASAÚDE, a evolução verificada na Região não segue uma curva contínua com grande declive, sendo o objetivo manter os números mais baixos do que aquilo que se tem visto em território nacional e noutros países. As medidas madeirenses têm seguido esse sentido, para que nunca haja registo de muitos casos de uma vez e para que o serviço de saúde consiga dar resposta. Recorde-se que, segundo a DGS, o pico da doença em Portugal está previsto para meados de maio.