Covid-19: Avião russo com ajuda humanitária chega a Nova Iorque

Um avião com ajuda humanitária, enviado pela Rússia para ajudar os Estados Unidos da América (EUA) a fazer face à pandemia do novo coronavírus, aterrou hoje em Nova Iorque, informou a missão russa junto das Nações Unidas. Imagens difundidas em direto nas redes sociais mostravam um monta-cargas a descarregar as paletes do avião, um Antonov-124 da força aérea russa. O Ministério da Defesa russo tinha anunciado a descolagem do avião para os EUA, contendo à bordo máscaras e material médico. Segundo o porta-voz do Kremlin Dmitri Peskov esta ajuda foi abordada durante a conversa telefónica desta segunda-feira entre o presidente russo, Vladimir Putin, e o homólogo dos EUA, Donald Trump. “Hoje, quando esta situação que está a atingir o mundo inteiro e que assume proporções globais, não existe limitação nas ações, dentro do espírito de parceria e assistência mútua”, declarou Peskov. Na semana passada, a Rússia tinha enviado vários aviões com virologistas, equipamentos médicos, laboratórios e sistemas de desinfeção móvel para Itália, onde o coronavírus já matou mais de 13 mil pessoas. Os Estados Unidos ultrapassaram hoje a barreira dos 203 mil infetados, com 4.476 mortes.  O novo coronavírus, responsável pela pandemia da covid-19, já infetou mais de 905 mil pessoas em todo o mundo, das quais morreram quase 46 mil. Dos casos de infeção, pelo menos 176.500 são considerados curados. Depois de surgir na China, em dezembro, o surto espalhou-se por todo o mundo, o que levou a Organização Mundial da Saúde (OMS) a declarar uma situação de pandemia. Em Portugal, segundo o balanço feito hoje pela Direção-Geral da Saúde, registaram-se 187 mortes e 8.251 casos de infeções confirmadas. Dos infetados, 726 estão internados, 230 dos quais em unidades de cuidados intensivos, e há 43 doentes que já recuperaram. Portugal, onde os primeiros casos confirmados foram registados no dia 02 de março, encontra-se em estado de emergência desde as 00:00 de 19 de março e até às 23:59 de 02 de abril.  

Covid-19: Avião russo com ajuda humanitária chega a Nova Iorque
Um avião com ajuda humanitária, enviado pela Rússia para ajudar os Estados Unidos da América (EUA) a fazer face à pandemia do novo coronavírus, aterrou hoje em Nova Iorque, informou a missão russa junto das Nações Unidas. Imagens difundidas em direto nas redes sociais mostravam um monta-cargas a descarregar as paletes do avião, um Antonov-124 da força aérea russa. O Ministério da Defesa russo tinha anunciado a descolagem do avião para os EUA, contendo à bordo máscaras e material médico. Segundo o porta-voz do Kremlin Dmitri Peskov esta ajuda foi abordada durante a conversa telefónica desta segunda-feira entre o presidente russo, Vladimir Putin, e o homólogo dos EUA, Donald Trump. “Hoje, quando esta situação que está a atingir o mundo inteiro e que assume proporções globais, não existe limitação nas ações, dentro do espírito de parceria e assistência mútua”, declarou Peskov. Na semana passada, a Rússia tinha enviado vários aviões com virologistas, equipamentos médicos, laboratórios e sistemas de desinfeção móvel para Itália, onde o coronavírus já matou mais de 13 mil pessoas. Os Estados Unidos ultrapassaram hoje a barreira dos 203 mil infetados, com 4.476 mortes.  O novo coronavírus, responsável pela pandemia da covid-19, já infetou mais de 905 mil pessoas em todo o mundo, das quais morreram quase 46 mil. Dos casos de infeção, pelo menos 176.500 são considerados curados. Depois de surgir na China, em dezembro, o surto espalhou-se por todo o mundo, o que levou a Organização Mundial da Saúde (OMS) a declarar uma situação de pandemia. Em Portugal, segundo o balanço feito hoje pela Direção-Geral da Saúde, registaram-se 187 mortes e 8.251 casos de infeções confirmadas. Dos infetados, 726 estão internados, 230 dos quais em unidades de cuidados intensivos, e há 43 doentes que já recuperaram. Portugal, onde os primeiros casos confirmados foram registados no dia 02 de março, encontra-se em estado de emergência desde as 00:00 de 19 de março e até às 23:59 de 02 de abril.