Covid-19: Câmara de Lisboa apela a doações de roupa e produtos de higiene para sem-abrigo

A Câmara Municipal de Lisboa apelou hoje aos munícipes, organizações e empresas da cidade para doarem roupa interior nova e produtos de higiene para pessoas sem-abrigo, no âmbito da resposta social à pandemia de covid-19. Numa nota do gabinete do vereador responsável pela pelouro da Ação Social, Manuel Grilo (BE, partido que tem um acordo de governação da cidade com o PS), é referido que se aceitam “doações de roupa interior (nova) de homem e mulher, produtos de higiene” e que as doações podem ser entregues, de preferência a partir das 16:00, no Pavilhão do Casal Vistoso, no Areeiro. A autarquia apela ainda à inscrição de voluntários na recém-criada Rede Solidária (www.redesolidaria.pt), que já conta com 400 pessoas. A plataforma organizará a resposta de base cívica e comunitária da cidade de Lisboa, “freguesia a freguesia, bairro a bairro”, para ajudar idosos, pessoas com deficiência e pessoas em isolamento por suspeita de infeção. A triagem das inscrições será feita pela Câmara Municipal, que as encaminhará às Juntas de Freguesia. Depois, as Juntas de Freguesia atribuirão as tarefas consoante a possibilidade de cada um dos inscritos e “as necessidades da população vulnerável do seu território”. O novo coronavírus, responsável pela pandemia da covid-19, já infetou mais de 308 mil pessoas em todo o mundo, das quais mais de 13.400 morreram. Depois de surgir na China, em dezembro, o surto espalhou-se por todo o mundo, o que levou a Organização Mundial da Saúde (OMS) a declarar uma situação de pandemia. Em Portugal, há 14 mortes e 1.600 infeções confirmadas. Portugal encontra-se em estado de emergência desde as 00:00 de quinta-feira e até às 23:59 de 02 de abril. Além disso, o Governo declarou na terça-feira o estado de calamidade pública para o concelho de Ovar.

Covid-19: Câmara de Lisboa apela a doações de roupa e produtos de higiene para sem-abrigo
A Câmara Municipal de Lisboa apelou hoje aos munícipes, organizações e empresas da cidade para doarem roupa interior nova e produtos de higiene para pessoas sem-abrigo, no âmbito da resposta social à pandemia de covid-19. Numa nota do gabinete do vereador responsável pela pelouro da Ação Social, Manuel Grilo (BE, partido que tem um acordo de governação da cidade com o PS), é referido que se aceitam “doações de roupa interior (nova) de homem e mulher, produtos de higiene” e que as doações podem ser entregues, de preferência a partir das 16:00, no Pavilhão do Casal Vistoso, no Areeiro. A autarquia apela ainda à inscrição de voluntários na recém-criada Rede Solidária (www.redesolidaria.pt), que já conta com 400 pessoas. A plataforma organizará a resposta de base cívica e comunitária da cidade de Lisboa, “freguesia a freguesia, bairro a bairro”, para ajudar idosos, pessoas com deficiência e pessoas em isolamento por suspeita de infeção. A triagem das inscrições será feita pela Câmara Municipal, que as encaminhará às Juntas de Freguesia. Depois, as Juntas de Freguesia atribuirão as tarefas consoante a possibilidade de cada um dos inscritos e “as necessidades da população vulnerável do seu território”. O novo coronavírus, responsável pela pandemia da covid-19, já infetou mais de 308 mil pessoas em todo o mundo, das quais mais de 13.400 morreram. Depois de surgir na China, em dezembro, o surto espalhou-se por todo o mundo, o que levou a Organização Mundial da Saúde (OMS) a declarar uma situação de pandemia. Em Portugal, há 14 mortes e 1.600 infeções confirmadas. Portugal encontra-se em estado de emergência desde as 00:00 de quinta-feira e até às 23:59 de 02 de abril. Além disso, o Governo declarou na terça-feira o estado de calamidade pública para o concelho de Ovar.