COVID 19: Governo Regional ouve partidos

O vice-presidente do Governo Regional, Pedro Calado, reuniu, esta tarde, com todos os partidos representados na Assembleia Legislativa da Madeira, para ouvir a opinião sobre a pandemia de Covid-19 e recolher sugestões para novas medidas que podem começar a ser implementadas em breve, de forma a reativar a economia e apoiar as famílias madeirenses que se encontrem numa situação maior de fragilidade. No momento em que foi decretada, pelo Presidente da República, a prorrogação do estado de emergência por mais 15 dias, esta reunião com os líderes parlamentares objetivou analisar o ponto de situação atual e levar um conjunto de sugestões ao Presidente do Governo Regional, que reúne, este sábado, em Conselho de Governo, para tomar decisões em relação aos próximos dias e ao tempo que se segue, após estar estabilizada a situação de pandemia. Ao vice-presidente, os líderes parlamentares do PSD, PS, CDS, JPP e PCP, transmitiram, também, a satisfação pelas medidas tomadas pelo Governo Regional e pelo facto da Madeira ser a Região do país com melhores resultados de não propagação do vírus. De forma geral, os partidos destacaram, positivamente, todos os apoios concedidos pelo Executivo à atividade económica e o calmo e articulado regresso às aulas na Região, mostrando ainda compreensão pela manutenção das medidas atuais de contenção do contacto social e do esforço realizado por todos para conter a pandemia. Aos partidos, o vice-presidente assegurou que a preocupação do Governo Regional é, em primeiro lugar, a de assegurar o bem-estar e toda a proteção da população. Neste momento de dificuldades acrescidas, a situação económica está a ser monitorizada e acompanhada, sendo que estão a ser criadas e disponibilizadas várias linhas de apoio complementares às empresas. "Esperamos que este tempo de confinamento seja o mais curto possível, para que possamos voltar rapidamente às nossas atividades. O sucesso de amanhã, depende das ações de hoje e é nisso que estamos a apostar", declarou Pedro Calado.

COVID 19: Governo Regional ouve partidos
O vice-presidente do Governo Regional, Pedro Calado, reuniu, esta tarde, com todos os partidos representados na Assembleia Legislativa da Madeira, para ouvir a opinião sobre a pandemia de Covid-19 e recolher sugestões para novas medidas que podem começar a ser implementadas em breve, de forma a reativar a economia e apoiar as famílias madeirenses que se encontrem numa situação maior de fragilidade. No momento em que foi decretada, pelo Presidente da República, a prorrogação do estado de emergência por mais 15 dias, esta reunião com os líderes parlamentares objetivou analisar o ponto de situação atual e levar um conjunto de sugestões ao Presidente do Governo Regional, que reúne, este sábado, em Conselho de Governo, para tomar decisões em relação aos próximos dias e ao tempo que se segue, após estar estabilizada a situação de pandemia. Ao vice-presidente, os líderes parlamentares do PSD, PS, CDS, JPP e PCP, transmitiram, também, a satisfação pelas medidas tomadas pelo Governo Regional e pelo facto da Madeira ser a Região do país com melhores resultados de não propagação do vírus. De forma geral, os partidos destacaram, positivamente, todos os apoios concedidos pelo Executivo à atividade económica e o calmo e articulado regresso às aulas na Região, mostrando ainda compreensão pela manutenção das medidas atuais de contenção do contacto social e do esforço realizado por todos para conter a pandemia. Aos partidos, o vice-presidente assegurou que a preocupação do Governo Regional é, em primeiro lugar, a de assegurar o bem-estar e toda a proteção da população. Neste momento de dificuldades acrescidas, a situação económica está a ser monitorizada e acompanhada, sendo que estão a ser criadas e disponibilizadas várias linhas de apoio complementares às empresas. "Esperamos que este tempo de confinamento seja o mais curto possível, para que possamos voltar rapidamente às nossas atividades. O sucesso de amanhã, depende das ações de hoje e é nisso que estamos a apostar", declarou Pedro Calado.