Covid-19: Porto Santo propõe suspensão do pagamento de rendas em todos os fogos municipais

No próximo dia 14 de abril, pelas 14h30, irá decorrer uma reunião de Câmara Municipal, onde serão deliberadas várias medidas propostas pelo Executivo da autarquia porto-santense. Ratificar a suspensão do pagamento das rendas em todos os fogos municipais, desde 1 de março até 30 de junho de 2020, é uma dessas medidas.  Após a referida data, o valor que não foi cobrado poderá ser liquidado durante 18 meses, sem juros ou penalizações. Continuaram a ser emitidas guias, para que quem não tenha sofrido perda de rendimentos possa continuar a a proceder ao pagamento pontual das rendas. No entanto, a qualquer momento, as famílias poderão solicitar a reavaliação do valor das rendas, nomeadamente por diminuição de rendimentos do agregado, por desemprego ou quebra de rendimentos.

Covid-19: Porto Santo propõe suspensão do pagamento de rendas em todos os fogos municipais
No próximo dia 14 de abril, pelas 14h30, irá decorrer uma reunião de Câmara Municipal, onde serão deliberadas várias medidas propostas pelo Executivo da autarquia porto-santense. Ratificar a suspensão do pagamento das rendas em todos os fogos municipais, desde 1 de março até 30 de junho de 2020, é uma dessas medidas.  Após a referida data, o valor que não foi cobrado poderá ser liquidado durante 18 meses, sem juros ou penalizações. Continuaram a ser emitidas guias, para que quem não tenha sofrido perda de rendimentos possa continuar a a proceder ao pagamento pontual das rendas. No entanto, a qualquer momento, as famílias poderão solicitar a reavaliação do valor das rendas, nomeadamente por diminuição de rendimentos do agregado, por desemprego ou quebra de rendimentos.