Covid-19: Sporting vai doar 120 mil máscaras e 80 mil pares de luvas

O Sporting anunciou hoje que vai entregar 120 mil máscaras cirúrgicas e 80 mil pares de luvas à União das Misericórdias, para ajudar no combate à pandemia da covid-19. “O Sporting Clube de Portugal disponibilizou-se para oferecer a todas as instituições da União das Misericórdias que albergam e cuidam de pessoas com deficiência profunda e de pessoas com outras deficiências ou perturbação mental, o equipamento necessário para garantir a segurança de todos pelo período de um mês, perfazendo um total de 120 mil máscaras cirúrgicas e 80 mil pares de luvas, a serem entregues brevemente”, refere o clube em comunicado. Os ‘leões’ explicam que com esta doação, através da Fundação Sporting, pretendem ajudar, depois de um alerta do presidente da União das Misericórdias, Manuel Lemos, sobre as “consequências gravíssimas” que a falta de material de proteção individual estava a causar aos milhares de trabalhadores. Manuel Lemos afirmou que esta doação será “muito importante para a proteção e bom funcionamento” dos utentes e dos colaboradores das instituições e mostra que a sociedade portuguesa é “empreendedora e generosa”. “Infelizmente, as nossas necessidades não se esgotam aqui. Precisamos do apoio de todos para a proteção das instituições que acolhem os idosos”, alertou. Pela Fundação Sporting, Maria Serrano garantiu que vão continuar a fazer tudo para “ajudar os que mais precisam”. O novo coronavírus, responsável pela pandemia da covid-19, já infetou mais de 667 mil pessoas em todo o mundo, das quais morreram mais de 31.000. Dos casos de infeção, pelo menos 134.700 são considerados curados. Depois de surgir na China, em dezembro, o surto espalhou-se por todo o mundo, o que levou a Organização Mundial da Saúde (OMS) a declarar uma situação de pandemia. Vários países adotaram medidas excecionais, incluindo o regime de quarentena e o encerramento de fronteiras. Em Portugal, segundo o balanço feito hoje pela Direção-Geral da Saúde, registaram-se 119 mortes e 5.962 casos de infeções confirmadas. Dos infetados, 486 estão internados, 138 dos quais em unidades de cuidados intensivos, e há 43 doentes que já recuperaram. Portugal, onde os primeiros casos confirmados foram registados no dia 02 de março, encontra-se em estado de emergência desde as 00:00 de 19 de março e até às 23:59 de 02 de abril.

Covid-19: Sporting vai doar 120 mil máscaras e 80 mil pares de luvas
O Sporting anunciou hoje que vai entregar 120 mil máscaras cirúrgicas e 80 mil pares de luvas à União das Misericórdias, para ajudar no combate à pandemia da covid-19. “O Sporting Clube de Portugal disponibilizou-se para oferecer a todas as instituições da União das Misericórdias que albergam e cuidam de pessoas com deficiência profunda e de pessoas com outras deficiências ou perturbação mental, o equipamento necessário para garantir a segurança de todos pelo período de um mês, perfazendo um total de 120 mil máscaras cirúrgicas e 80 mil pares de luvas, a serem entregues brevemente”, refere o clube em comunicado. Os ‘leões’ explicam que com esta doação, através da Fundação Sporting, pretendem ajudar, depois de um alerta do presidente da União das Misericórdias, Manuel Lemos, sobre as “consequências gravíssimas” que a falta de material de proteção individual estava a causar aos milhares de trabalhadores. Manuel Lemos afirmou que esta doação será “muito importante para a proteção e bom funcionamento” dos utentes e dos colaboradores das instituições e mostra que a sociedade portuguesa é “empreendedora e generosa”. “Infelizmente, as nossas necessidades não se esgotam aqui. Precisamos do apoio de todos para a proteção das instituições que acolhem os idosos”, alertou. Pela Fundação Sporting, Maria Serrano garantiu que vão continuar a fazer tudo para “ajudar os que mais precisam”. O novo coronavírus, responsável pela pandemia da covid-19, já infetou mais de 667 mil pessoas em todo o mundo, das quais morreram mais de 31.000. Dos casos de infeção, pelo menos 134.700 são considerados curados. Depois de surgir na China, em dezembro, o surto espalhou-se por todo o mundo, o que levou a Organização Mundial da Saúde (OMS) a declarar uma situação de pandemia. Vários países adotaram medidas excecionais, incluindo o regime de quarentena e o encerramento de fronteiras. Em Portugal, segundo o balanço feito hoje pela Direção-Geral da Saúde, registaram-se 119 mortes e 5.962 casos de infeções confirmadas. Dos infetados, 486 estão internados, 138 dos quais em unidades de cuidados intensivos, e há 43 doentes que já recuperaram. Portugal, onde os primeiros casos confirmados foram registados no dia 02 de março, encontra-se em estado de emergência desde as 00:00 de 19 de março e até às 23:59 de 02 de abril.