“E a taxa de Proteção Civil em Santa Cruz?”, pergunta Brício Araújo

Na resposta ao JPP, acerca da pretensão de diluir o pagamento de prestações do IMI em cinco tranches, Brício Araújo lembrou a taxa de Proteção Civil cobrada em Santa Cruz.   O deputado do PSD não enjeitou a oportunidade para lembrar a Rafael Nunes que “não suspenderam a taxa de Proteção Civil”, que até “é ilegal”, solicitando ao deputado autor do projeto que “use essa sensibilidade para fazer isso em Santa Cruz”. No mais, apesar de encontrar incongruências na proposta do JPP, até se mostra disponível para um entendimento, sobre o IMI. Nos acertos a fazer, deteta que “na proposta uma quantia de 110 euros teria o mesmo tratamento de uma quantia de 1.700 euros”, não parecendo coerente para Brício Araújo, tal como “alude a uma situação temporária, mas propões uma medida definitiva”.

“E a taxa de Proteção Civil em Santa Cruz?”,  pergunta Brício Araújo
Na resposta ao JPP, acerca da pretensão de diluir o pagamento de prestações do IMI em cinco tranches, Brício Araújo lembrou a taxa de Proteção Civil cobrada em Santa Cruz.   O deputado do PSD não enjeitou a oportunidade para lembrar a Rafael Nunes que “não suspenderam a taxa de Proteção Civil”, que até “é ilegal”, solicitando ao deputado autor do projeto que “use essa sensibilidade para fazer isso em Santa Cruz”. No mais, apesar de encontrar incongruências na proposta do JPP, até se mostra disponível para um entendimento, sobre o IMI. Nos acertos a fazer, deteta que “na proposta uma quantia de 110 euros teria o mesmo tratamento de uma quantia de 1.700 euros”, não parecendo coerente para Brício Araújo, tal como “alude a uma situação temporária, mas propões uma medida definitiva”.