Festival CineEco exibe “I Am Greta” e “La Croisade” em extracompetição

O CineEco - Festival Internacional de Cinema Ambiental da Serra da Estrela, a realizar em Seia, de 09 a 16 de outubro, inclui, na extracompetição, as antestreias nacionais “I Am Greta” e “La Croisade”. Segundo a organização, a 27.ª edição do CineEco tem “duas grandes novidades há muito esperadas no mercado cinematográfico nacional”, relacionadas com a exibição do documentário sobre a vida da jovem Greta Thunberg (“I Am Greta”) e do filme do realizador e ator Louis Garrel (“La Croisade”). “’I Am Greta’ (‘trailer’), de Nathan Grossman, tem estreia nacional agendada para 13 de outubro, às 21:30, na Casa Municipal da Cultura em Seia”, adianta a organização do festival em comunicado enviado à agência Lusa. De acordo com a fonte, “neste documentário, o realizador acompanha a vida da jovem Greta Thunberg desde o início da greve escolar em 2018, antes mesmo da explosão mediática de que atualmente é alvo”. Outra antestreia em território nacional é o filme “La Croisade” (‘trailer’) do realizador e ator Louis Garrel, que integrou o novo departamento do Festival de Cannes deste ano, denominado "Cinema for the Climate”. O documentário “La Croisade” será exibido no último dia do Festival Internacional de Cinema Ambiental da Serra da Estrela, em 16 de outubro, pelas 21:30, depois da atribuição dos prémios aos vencedores da edição de 2021. “O filme retrata a história de Abel (Louis Garrel) e Marianne (Laetitia Casta), um casal que descobre que o seu filho de 13 anos vende secretamente bens preciosos para financiar um projeto ambiental ambicioso”, refere a fonte. A direção do CineEco adianta na nota que extraconcurso serão ainda exibidos os filmes “O Lago Sagrado - Uma viagem por uma estrada profunda e gelada” (‘trailer’) de Carla Varanda (realizadora) e Mário Lisboa (fotógrafo), no dia 09, na sessão inaugural do festival, e o documentário de Inês Gil, “Curtir a Pele” (‘trailer’), em 15 de outubro. As fotografias de Mário Lisboa podem também ser apreciadas na mostra que estará patente nas galerias da Casa Municipal da Cultura de Seia, de 09 de outubro a 30 de novembro. A 27.ª edição do festival também terá, pela primeira vez, a exibição em simultâneo dos documentários “Une Fois que tu Sais” de Emmanuel Cappellin (França), “Ophir” de Alexandre Berman e Olivier Pollet (França e UK), e Arica, de Lars Edman e William Johansson (Suécia, Chile, Noruega, Bélgica e UK), no FIC.A - Festival Internacional de Ciência, em Oeiras, que acontece no Palácio do Marquês do Pombal, de 12 a 17 de outubro. O CineEco 2021 começa dia 09 de outubro e termina a 16, com um número recorde de filmes de mais de 20 países em exibição e que versam sobre temáticas multidisciplinares, como a atual situação climática, colonialismo tóxico, pandemia e outras doenças, a luta de comunidades pela defesa dos ecossistemas regionais, futuro sustentável, poluição marítima, justiça ambiental, entre outras abordagens. O CineEco, organizado pelo município de Seia, com o Alto Patrocínio do Presidente da República e do Departamento de Ambiente das Nações Unidas, é membro fundador e faz parte da direção da Green Film Network, uma plataforma de 40 festivais de cinema ambiental.  

Festival CineEco exibe “I Am Greta” e “La Croisade” em extracompetição
O CineEco - Festival Internacional de Cinema Ambiental da Serra da Estrela, a realizar em Seia, de 09 a 16 de outubro, inclui, na extracompetição, as antestreias nacionais “I Am Greta” e “La Croisade”. Segundo a organização, a 27.ª edição do CineEco tem “duas grandes novidades há muito esperadas no mercado cinematográfico nacional”, relacionadas com a exibição do documentário sobre a vida da jovem Greta Thunberg (“I Am Greta”) e do filme do realizador e ator Louis Garrel (“La Croisade”). “’I Am Greta’ (‘trailer’), de Nathan Grossman, tem estreia nacional agendada para 13 de outubro, às 21:30, na Casa Municipal da Cultura em Seia”, adianta a organização do festival em comunicado enviado à agência Lusa. De acordo com a fonte, “neste documentário, o realizador acompanha a vida da jovem Greta Thunberg desde o início da greve escolar em 2018, antes mesmo da explosão mediática de que atualmente é alvo”. Outra antestreia em território nacional é o filme “La Croisade” (‘trailer’) do realizador e ator Louis Garrel, que integrou o novo departamento do Festival de Cannes deste ano, denominado "Cinema for the Climate”. O documentário “La Croisade” será exibido no último dia do Festival Internacional de Cinema Ambiental da Serra da Estrela, em 16 de outubro, pelas 21:30, depois da atribuição dos prémios aos vencedores da edição de 2021. “O filme retrata a história de Abel (Louis Garrel) e Marianne (Laetitia Casta), um casal que descobre que o seu filho de 13 anos vende secretamente bens preciosos para financiar um projeto ambiental ambicioso”, refere a fonte. A direção do CineEco adianta na nota que extraconcurso serão ainda exibidos os filmes “O Lago Sagrado - Uma viagem por uma estrada profunda e gelada” (‘trailer’) de Carla Varanda (realizadora) e Mário Lisboa (fotógrafo), no dia 09, na sessão inaugural do festival, e o documentário de Inês Gil, “Curtir a Pele” (‘trailer’), em 15 de outubro. As fotografias de Mário Lisboa podem também ser apreciadas na mostra que estará patente nas galerias da Casa Municipal da Cultura de Seia, de 09 de outubro a 30 de novembro. A 27.ª edição do festival também terá, pela primeira vez, a exibição em simultâneo dos documentários “Une Fois que tu Sais” de Emmanuel Cappellin (França), “Ophir” de Alexandre Berman e Olivier Pollet (França e UK), e Arica, de Lars Edman e William Johansson (Suécia, Chile, Noruega, Bélgica e UK), no FIC.A - Festival Internacional de Ciência, em Oeiras, que acontece no Palácio do Marquês do Pombal, de 12 a 17 de outubro. O CineEco 2021 começa dia 09 de outubro e termina a 16, com um número recorde de filmes de mais de 20 países em exibição e que versam sobre temáticas multidisciplinares, como a atual situação climática, colonialismo tóxico, pandemia e outras doenças, a luta de comunidades pela defesa dos ecossistemas regionais, futuro sustentável, poluição marítima, justiça ambiental, entre outras abordagens. O CineEco, organizado pelo município de Seia, com o Alto Patrocínio do Presidente da República e do Departamento de Ambiente das Nações Unidas, é membro fundador e faz parte da direção da Green Film Network, uma plataforma de 40 festivais de cinema ambiental.