Festival de Marionetas regressa ao Funchal nos dias 7, 8 e 9 de outubro

O MARIOFA- Festival de Marionetas e Outras Formas Animadas regressa à cidade do Funchal nos dias 7, 8 e 9 de outubro. Na sua 3ª edição, o MARIOFA decorrerá no Teatro Municipal Baltazar Dias (TMBD). Procurando consolidar “a certeza do poder encantador e transformado da marioneta”, o evento visa expandir a família em torno do teatro de marionetas, um propósito claro da Associação Nuvem Aquarela, que o organiza com o apoio da Câmara Municipal do Funchal, coprodutora do festival. O MARIOFA 2021 traz ao ecrã do TMBD, o Poemário Visual de Gaia de Ines Pasic, uma artista consagrada internacionalmente pelo seu contributo para a inovação e elevação poética do teatro de marionetas. Inês Pasic proporcionará também à distância, um workshop de marionetas corporais dirigido a estudantes de teatro e demais artistas associados ao teatro de marionetas. O festival procura também valorizar o contributo dos artistas regionais ligados ao teatro de marionetas. Pela primeira vez, os AHAU Marionetas, que contam com participações em festivais nacionais de teatro de marionetas, irão integrar a programação do MARIOFA, tendo participado recentemente no festival internacional Not-tingham Puppet Festival. A representar o teatro de marionetas regional estará também no festival, pela primeira vez, a Equipa de Animação da DRE/DSEA, que vem há 3 décadas disseminando esta arte principalmente junto do público escolar. Pelas mãos da Equipa de Animação da DRE/DSEA chega-nos a estreia da peça A Fada Ofélia, que tem por inspiração a história homónima de Maria Aurora Carvalho Homem. A associação madeirense Teatro Bolo do Caco irá participar deste evento, com um espetáculo de teatro de formas animadas, dedicado por estes a um tema bem madeirense, à bordadeira, numa cocriação com a ilustradora Rafaela Rodrigues. A companhia nacional Sombronautas– Teatro do Inefável apresentará um espetáculo de teatro de sombras intimista, tendo esta companhia também contribuído para os momentos de 'Teatro Lambe-lambe' que são o resultado de uma formação dinamizada pela Associação Nuvem Aquarela e ministrada pelas sombronautas Cristina Coito e Alexandra Barata, em maio de 2021. O intercâmbio desta vez com artistas internacionais, desenvolverá novamente a performance de teatro de sombras em escala cinemática, Dragon, dirigida por Clive Chandler, com as participações da Associação Nuvem Aquarela e da Associação Marionetas da Cris. Os constrangimentos do contexto pandémico só permitiram agora a retoma deste projeto que teve início no último MARIOFA. A encerrar o festival, decorrerá uma sessão de encerramento diferente devido ao contexto pandémico, com a presença da já tradicional Associação Teatro Metaphora e com as marionetas resultantes do workshop que será realizado com o conceituado Jimmy Grimes sobre Design e Construção de Marionetas. O evento obedecerá às normas de segurança e higiene emanadas pela Direção Regional de Saúde. Haverá a realização de testes antigénio no Foyer do Teatro Municipal Baltazar Dias, 45 minutos antes dos eventos que irão decorrer na sala de espetáculos, mediante apresentação do código do evento que irá constar no bilhete.  

Festival de Marionetas regressa ao Funchal nos dias 7, 8 e 9 de outubro
O MARIOFA- Festival de Marionetas e Outras Formas Animadas regressa à cidade do Funchal nos dias 7, 8 e 9 de outubro. Na sua 3ª edição, o MARIOFA decorrerá no Teatro Municipal Baltazar Dias (TMBD). Procurando consolidar “a certeza do poder encantador e transformado da marioneta”, o evento visa expandir a família em torno do teatro de marionetas, um propósito claro da Associação Nuvem Aquarela, que o organiza com o apoio da Câmara Municipal do Funchal, coprodutora do festival. O MARIOFA 2021 traz ao ecrã do TMBD, o Poemário Visual de Gaia de Ines Pasic, uma artista consagrada internacionalmente pelo seu contributo para a inovação e elevação poética do teatro de marionetas. Inês Pasic proporcionará também à distância, um workshop de marionetas corporais dirigido a estudantes de teatro e demais artistas associados ao teatro de marionetas. O festival procura também valorizar o contributo dos artistas regionais ligados ao teatro de marionetas. Pela primeira vez, os AHAU Marionetas, que contam com participações em festivais nacionais de teatro de marionetas, irão integrar a programação do MARIOFA, tendo participado recentemente no festival internacional Not-tingham Puppet Festival. A representar o teatro de marionetas regional estará também no festival, pela primeira vez, a Equipa de Animação da DRE/DSEA, que vem há 3 décadas disseminando esta arte principalmente junto do público escolar. Pelas mãos da Equipa de Animação da DRE/DSEA chega-nos a estreia da peça A Fada Ofélia, que tem por inspiração a história homónima de Maria Aurora Carvalho Homem. A associação madeirense Teatro Bolo do Caco irá participar deste evento, com um espetáculo de teatro de formas animadas, dedicado por estes a um tema bem madeirense, à bordadeira, numa cocriação com a ilustradora Rafaela Rodrigues. A companhia nacional Sombronautas– Teatro do Inefável apresentará um espetáculo de teatro de sombras intimista, tendo esta companhia também contribuído para os momentos de 'Teatro Lambe-lambe' que são o resultado de uma formação dinamizada pela Associação Nuvem Aquarela e ministrada pelas sombronautas Cristina Coito e Alexandra Barata, em maio de 2021. O intercâmbio desta vez com artistas internacionais, desenvolverá novamente a performance de teatro de sombras em escala cinemática, Dragon, dirigida por Clive Chandler, com as participações da Associação Nuvem Aquarela e da Associação Marionetas da Cris. Os constrangimentos do contexto pandémico só permitiram agora a retoma deste projeto que teve início no último MARIOFA. A encerrar o festival, decorrerá uma sessão de encerramento diferente devido ao contexto pandémico, com a presença da já tradicional Associação Teatro Metaphora e com as marionetas resultantes do workshop que será realizado com o conceituado Jimmy Grimes sobre Design e Construção de Marionetas. O evento obedecerá às normas de segurança e higiene emanadas pela Direção Regional de Saúde. Haverá a realização de testes antigénio no Foyer do Teatro Municipal Baltazar Dias, 45 minutos antes dos eventos que irão decorrer na sala de espetáculos, mediante apresentação do código do evento que irá constar no bilhete.