Francisco Gomes apresenta livro ‘Autonomia na Madeira’ na ALRAM

Na próxima quinta-feira, dia 29 de outubro, pelas 18h00, Francisco Gomes apresentará o seu novo livro ‘Autonomia da Madeira: Definição, Origens, Evolução e Desafios’, no Salão Nobre da Assembleia Legislativa da Região Autónoma da Madeira (ALRAM). A obra, que tem o prefácio de Alberto João Jardim, antigo presidente do Governo Regional, será apresentada por Guilherme Silva, presidente da Comissão Executiva dos 600 Anos e antigo deputado e vice-presidente da Assembleia da República.  Já a ilustração da capa é da autoria de Margarida Jardim e reproduz um dos quadros da artista que está integrado na coleção ‘Revoltas e Motins na História da Madeira’.  ‘A Autonomia na Madeira’ é baseada na tese de doutoramento defendida por Francisco Gomes na Universidade de Cádis. No trabalho, o autor analisa as raízes históricas da luta autonómica na Madeira, expondo a sua evolução ao longo dos séculos, assim como os principais desafios que, na sua óptica, ainda condicionam a afirmação de uma Autonomia em linha com aquilo que os madeirenses desejam e a que têm direito à luz do Direito Internacional.  A juntar a isto, Francisco Gomes aborda também a relação económica entre a Região e o Estado, evocando a dívida histórica da República para com os madeirenses, e sugere estratégias, incluindo a nível constitucional, para conquistar uma Autonomia mais ampla e profunda. “Pelas suas características históricas, sociais, culturais e políticas, o processo autonómico decorre em evolução permanente, e, porque um estado democrático não deve recear a diferenciação que a Autonomia exige, cabe a cada um de nós pensar o tema da Autonomia e dar um contributo para ultrapassar as limitações, os preconceitos e até o som dos cantos de sereia que, nos dias que correm, têm tentado conter as legitimas aspirações dos madeirenses a uma Autonomia mais forte”, aponta o autor, que também já serviu a Região como deputado na ALRAM. De referir que a obra conta com o apoio de várias instituições, entre as quais a Universidade de Cádis, a Assembleia Legislativa da Madeira, a Direção Regional da Cultura, os municípios do Funchal, Ribeira Brava e São Vicente, o colégio internacional ‘Sharing School’ e o PSD-Madeira.   

Francisco Gomes apresenta livro ‘Autonomia na Madeira’ na ALRAM
Na próxima quinta-feira, dia 29 de outubro, pelas 18h00, Francisco Gomes apresentará o seu novo livro ‘Autonomia da Madeira: Definição, Origens, Evolução e Desafios’, no Salão Nobre da Assembleia Legislativa da Região Autónoma da Madeira (ALRAM). A obra, que tem o prefácio de Alberto João Jardim, antigo presidente do Governo Regional, será apresentada por Guilherme Silva, presidente da Comissão Executiva dos 600 Anos e antigo deputado e vice-presidente da Assembleia da República.  Já a ilustração da capa é da autoria de Margarida Jardim e reproduz um dos quadros da artista que está integrado na coleção ‘Revoltas e Motins na História da Madeira’.  ‘A Autonomia na Madeira’ é baseada na tese de doutoramento defendida por Francisco Gomes na Universidade de Cádis. No trabalho, o autor analisa as raízes históricas da luta autonómica na Madeira, expondo a sua evolução ao longo dos séculos, assim como os principais desafios que, na sua óptica, ainda condicionam a afirmação de uma Autonomia em linha com aquilo que os madeirenses desejam e a que têm direito à luz do Direito Internacional.  A juntar a isto, Francisco Gomes aborda também a relação económica entre a Região e o Estado, evocando a dívida histórica da República para com os madeirenses, e sugere estratégias, incluindo a nível constitucional, para conquistar uma Autonomia mais ampla e profunda. “Pelas suas características históricas, sociais, culturais e políticas, o processo autonómico decorre em evolução permanente, e, porque um estado democrático não deve recear a diferenciação que a Autonomia exige, cabe a cada um de nós pensar o tema da Autonomia e dar um contributo para ultrapassar as limitações, os preconceitos e até o som dos cantos de sereia que, nos dias que correm, têm tentado conter as legitimas aspirações dos madeirenses a uma Autonomia mais forte”, aponta o autor, que também já serviu a Região como deputado na ALRAM. De referir que a obra conta com o apoio de várias instituições, entre as quais a Universidade de Cádis, a Assembleia Legislativa da Madeira, a Direção Regional da Cultura, os municípios do Funchal, Ribeira Brava e São Vicente, o colégio internacional ‘Sharing School’ e o PSD-Madeira.