JM oferece esta segunda-feira máscaras reutilizáveis

A edição impressa do JM, desta segunda-feira, dia 18 de maio trará um extra: uma máscara comunitária. A iniciativa do Jornal conta com o patrocínio dos grupos AFA e ACIN. Não é a primeira vez que o Jornal realiza uma iniciativa do género. A primeira distribuição destes equipamentos por parte do JM teve lugar a 16 de abril.  Tendo em atenção a grande adesão a esta iniciativa, o Jornal vai fazer uma tiragem extra amanhã. Desta vez, as máscaras são reutilizáveis. Os assinantes e leitores que comprarem o JM poderão usar e voltar a usar as máscaras que serão distribuídas com cada exemplar. Os acionistas da Empresa Jornalística da Madeira suportam os custos da aquisição das máscaras, juntando-se a este ato solidário e à AFA e à ACIN, as empresas JF Almeida, TAPCARGO e Agráfica. O equipamento de proteção, de cor branca, respeita as normas da certificação CITEVE. As máscaras, acompanhadas pelo Jornal, só podem ser adquiridas nos habituais postos de venda, em tabacarias, supermercados, mercearias ou cafés. Entre os vários cafés onde o JM está disponível na Madeira, há aquele que está situado mesmo nas instalações do Jornal, porta ao lado, não podendo, contudo, os leitores entrar no edifício. A aquisição far-se-á à porta do café. Esta é uma iniciativa que se enquadra no âmbito da responsabilidade social do JM.  

A edição impressa do JM, desta segunda-feira, dia 18 de maio trará um extra: uma máscara comunitária. A iniciativa do Jornal conta com o patrocínio dos grupos AFA e ACIN. Não é a primeira vez que o Jornal realiza uma iniciativa do género. A primeira distribuição destes equipamentos por parte do JM teve lugar a 16 de abril.  Tendo em atenção a grande adesão a esta iniciativa, o Jornal vai fazer uma tiragem extra amanhã. Desta vez, as máscaras são reutilizáveis. Os assinantes e leitores que comprarem o JM poderão usar e voltar a usar as máscaras que serão distribuídas com cada exemplar. Os acionistas da Empresa Jornalística da Madeira suportam os custos da aquisição das máscaras, juntando-se a este ato solidário e à AFA e à ACIN, as empresas JF Almeida, TAPCARGO e Agráfica. O equipamento de proteção, de cor branca, respeita as normas da certificação CITEVE. As máscaras, acompanhadas pelo Jornal, só podem ser adquiridas nos habituais postos de venda, em tabacarias, supermercados, mercearias ou cafés. Entre os vários cafés onde o JM está disponível na Madeira, há aquele que está situado mesmo nas instalações do Jornal, porta ao lado, não podendo, contudo, os leitores entrar no edifício. A aquisição far-se-á à porta do café. Esta é uma iniciativa que se enquadra no âmbito da responsabilidade social do JM.