Justiça espanhola liga antigo ministro António Vitorino a alegado caso de corrupção

A justiça espanhola alega que uma sociedade do antigo ministro socialista António Vitorino estará envolvida num caso de corrupção e branqueamento de capital, num esquema que inclui ainda Raul Morido, antigo embaixador de Espanha em Lisboa,...

Justiça espanhola liga antigo ministro António Vitorino a alegado caso de corrupção
A justiça espanhola alega que uma sociedade do antigo ministro socialista António Vitorino estará envolvida num caso de corrupção e branqueamento de capital, num esquema que inclui ainda Raul Morido, antigo embaixador de Espanha em Lisboa, refere o El Mundo, citado pela Sábado. O jornal espanhol afirma ainda que as entidades espanholas referem que Raul Morodo, o seu filho Alejo, e dois sócios venezuelanos, ter-se-ão apropriado de mais de 35 milhões de euros da PDVSA, empresa de petróleo da Venezuela. É ainda referido que os 35 milhões de euros terão entrado em Espanha através de contas na Suíça e no Panamá, tendo as mulheres dos envolvidos desempenhado o papel de testas de ferro, de acordo com o Jornal Económico. A justiça espanhola acredita que nesta esquema está envolvida a sociedade portuguesa Emab Consultores Lda, alegando que a mesma será propriedade de António Vitorino e de Beatriz de Carneiro, refere a mesma fonte.