Levantado aviso de tsunami após sismo na Nova Zelândia

As autoridades levantaram o alerta de tsunami lançado depois de um terramoto de magnitude 6,9 ao longo da costa da Nova Zelândia sentido hoje (sexta-feira no horário neozelandês), sem notícias de danos ou vítimas, até ao momento. O terramoto aconteceu 180 quilómetros a nordeste da cidade de Gisborne na sexta-feira às 02:27 locais (13:27 de hoje em Lisboa), a uma profundidade relativamente rasa de 10 quilómetros, de acordo com o Instituto de Geofísica dos Estados Unidos (USGS, na sigla em inglês). O centro de alertas no Pacífico emitiu primeiro um alerta de tsunami para certas regiões costeiras da ilha do Norte, que depois levantou, entendendo que o perigo já tinha passado. Como precaução, a Autoridade Nacional de Gestão de Operações de Emergência da Nova Zelândia tinha aconselhado os residentes do norte de Gisborne a refugiarem-se em sítios altos, antes de fazer também um alerta, que entretanto levantou. “De acordo com as últimas recomendações científicas e informações dos indicadores costeiros de tsunami, não há mais perigo. As pessoas que foram retiradas podem ir para casa”, afirmou a autoridade. Nenhum dano ou vítima foi relatado.

Levantado aviso de tsunami após sismo na Nova Zelândia
As autoridades levantaram o alerta de tsunami lançado depois de um terramoto de magnitude 6,9 ao longo da costa da Nova Zelândia sentido hoje (sexta-feira no horário neozelandês), sem notícias de danos ou vítimas, até ao momento. O terramoto aconteceu 180 quilómetros a nordeste da cidade de Gisborne na sexta-feira às 02:27 locais (13:27 de hoje em Lisboa), a uma profundidade relativamente rasa de 10 quilómetros, de acordo com o Instituto de Geofísica dos Estados Unidos (USGS, na sigla em inglês). O centro de alertas no Pacífico emitiu primeiro um alerta de tsunami para certas regiões costeiras da ilha do Norte, que depois levantou, entendendo que o perigo já tinha passado. Como precaução, a Autoridade Nacional de Gestão de Operações de Emergência da Nova Zelândia tinha aconselhado os residentes do norte de Gisborne a refugiarem-se em sítios altos, antes de fazer também um alerta, que entretanto levantou. “De acordo com as últimas recomendações científicas e informações dos indicadores costeiros de tsunami, não há mais perigo. As pessoas que foram retiradas podem ir para casa”, afirmou a autoridade. Nenhum dano ou vítima foi relatado.