Madeira com risco muito elevado de exposição aos raios ultravioletas

Se está a pensar ir à praia, tenha cuidados redobrados na proteção da sua pele.  Seis distritos de Portugal continental e o arquipélago da Madeira apresentam hoje um risco muito elevado de exposição à radiação ultravioleta (UV), segundo o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA). Em risco muito elevado estão os distritos de Castelo Branco, Portalegre, Setúbal, Évora, Beja e Faro e o arquipélago da Madeira. O IPMA colocou ainda os distritos de Lisboa, Santarém, Leiria, Coimbra e Guarda e a ilha de São Miguel, nos Açores, em risco elevado de exposição à radiação UV. Os restantes distritos de Portugal continental, e as ilhas do Faial, Terceira e Flores (Açores), estão hoje com níveis moderados e baixos de exposição à radiação UV. Para as regiões com risco muito elevado, o IPMA aconselha a utilização de óculos de sol com filtro UV, chapéu, ‘t-shirt’, guarda-sol, protetor solar e evitar a exposição das crianças ao Sol.

Madeira com risco muito elevado de exposição aos raios ultravioletas
Se está a pensar ir à praia, tenha cuidados redobrados na proteção da sua pele.  Seis distritos de Portugal continental e o arquipélago da Madeira apresentam hoje um risco muito elevado de exposição à radiação ultravioleta (UV), segundo o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA). Em risco muito elevado estão os distritos de Castelo Branco, Portalegre, Setúbal, Évora, Beja e Faro e o arquipélago da Madeira. O IPMA colocou ainda os distritos de Lisboa, Santarém, Leiria, Coimbra e Guarda e a ilha de São Miguel, nos Açores, em risco elevado de exposição à radiação UV. Os restantes distritos de Portugal continental, e as ilhas do Faial, Terceira e Flores (Açores), estão hoje com níveis moderados e baixos de exposição à radiação UV. Para as regiões com risco muito elevado, o IPMA aconselha a utilização de óculos de sol com filtro UV, chapéu, ‘t-shirt’, guarda-sol, protetor solar e evitar a exposição das crianças ao Sol.