Menor violada por grupo de rapazes não resiste aos ferimentos e morre em hospital na Bolívia

Uma jovem de 17 anos foi, há cerca de duas semanas, violada por um grupo de quatro rapazes, com idades compreendidas entre os 16 e os 17 anos, na cidade de Oruro, na Bolívia. A menor tinha acordado encontrar-se como o grupo, juntamente com...

Menor violada por grupo de rapazes não resiste aos ferimentos e morre em hospital na Bolívia
Uma jovem de 17 anos foi, há cerca de duas semanas, violada por um grupo de quatro rapazes, com idades compreendidas entre os 16 e os 17 anos, na cidade de Oruro, na Bolívia. A menor tinha acordado encontrar-se como o grupo, juntamente com outras amigas. Acabou por ir sozinha para uma habitação na qual consumiu dois copos de uma bebida não divulgada, explica o El Mundo, citado pelo jornal SOL. Depois, perdeu a consciência. No dia seguinte, acordou sem qualquer memória, com frio e uma forte dor entre as ancas que a impossibilitava de levantar. Duas semanas após ter sido internada, não resistiu aos ferimentos e acabou por falecer.   Quanto aos rapazes, encontram-se num centro de reabilitação para menores. É provável que as acusações de que são alvo venham a agravar-se face à morte da rapariga. Orlando Zapata, procurador de Oruro lamentou a situação e confessou considerar este caso "muito duro". No entanto, salientou que os pais devem fazer "um controlo mais rigoroso dos seus filhos em etapa escolar" de forma a que outros casos com o mesmo desfecho sejam evitados. O governo criou uma comissão para dar continuidade à investigação do caso. As autoridades aguardam o resultado da autópsia feita à jovem e as análises feitas ao sangue dos suspeitos, para averiguar se houve consumo de estupefacientes além do álcool.