Mulher americana condenada a pena de prisão por alimentar gatos vadios

Numa cidade com o mesmo nome de um famoso gato da ficção, Garfield Heights, no estado norte-americano do Ohio, uma mulher de 79 anos foi condenada a pena de prisão efetiva por alimentar gatos vadios, de acordo com o Notícias ao Minuto. Segundo...

Mulher americana condenada a pena de prisão por alimentar gatos vadios
Numa cidade com o mesmo nome de um famoso gato da ficção, Garfield Heights, no estado norte-americano do Ohio, uma mulher de 79 anos foi condenada a pena de prisão efetiva por alimentar gatos vadios, de acordo com o Notícias ao Minuto. Segundo a mesma fonte, Nancy Segula contou à CNN que os animais começaram a aparecer à sua porta há alguns anos, depois de um vizinho que tomava conta dos animais se ter mudado. Sendo uma amante de gatos, teve pena e começou a dar-lhes comida. Pode não parecer nada de extraordinário, sendo algo que é feito em vários locais de forma recorrente. No entanto, naquela cidade em particular é ilegal. Os vizinhos apresentaram queixa e a idosa começou a receber notificações pela ofensa em 2017. Contudo, o responsável legal da cidade, Tim Riley, alega que a mulher começou a receber as notificações em 2015, tendo recebido mais de quatro nos últimos quatro anos. A pena de prisão que agora vai cumprir não é a sua primeira condenação, refere Tim. Logo após receber a primeira notificação, em 2015, Nancy foi condenada a dois anos de liberdade condicional em 2017, depois de ter recebido várias notificações que incluíam ter demasiados animais em casa e não deitar fora o lixo que era frequentemente encontrado no quintal dos vizinhos. Foi-lhe dito que não poderia voltar a alimentar gatos vadios, mas o responsável argumenta que o pedido foi ignorado. Numa audiência em maio deste ano, a mulher foi condenada a 10 dias de prisão, pena que ficou suspensa com o acordo de que não iria voltar a dar comida aos animais. Depois de mais queixas, a notificação mais recente pedia que comparecesse em tribunal, onde Nancy admitiu ter alimentado os felinos novamente. Foi condenada a pena de prisão efetiva, a iniciar a 11 de agosto, por desrespeito ao tribunal. Segundo Tom Riley, foram retirados 22 gatos da casa de Nancy. Depois de a idosa ter sido condenada pelo juiz do Tribunal do Condado de Garfield Heights, Jeffrey Shortvai, que estava a substituir a juíza Jennifer Weiler, Nancy vai agora ter outro dia em tribunal, para que a juíza possa ouvir todos os lados, tendo em conta a proporção que a polémica está a tomar. Nancy tem agora de se apresentar na prisão do Condado de Cuyahog a 11 de agosto, uma decisão que chocou a sua família. "Tenho a certeza de que as pessoas ouvem as coisas que acontecem na prisão e vão deixar a minha mãe de 79 anos ir para lá?", atirou o filho, Dave Pawlowski. A mulher acredita que a sanção que lhe foi aplicada é demasiado severa para alguém que simplesmente tentou ajudar animais. "É uma sentença demasiado pesada para mim por aquilo que fiz, quando há tanta gente má à solta", disse, acrescentando que quem é incumpridor num caso destes paga uma multa.