Novo livro de Luís Calisto “não é provocação, é esclarecimento”, antecipa o autor ao JM

O JM vai publicar em breve a quarta obra do jornalista Luís Calisto. ‘Marítimo - A antiguidade é um posto’ é o título de um livro que promete ser polémico em relação às datas de fundação de vários clubes da Madeira. “O livro não é provocação, é esclarecimento para quem quer saber a verdade”, antecipa o autor ao JM. O novo livro de Luís Calisto tem apresentação pública marcada para a próxima sexta-feira, 10 de julho, pelas 18 horas num palco a montar na Placa Central, no centro da cidade. A publicação do livro e a cerimónia pública estão a cargo do JM, curiosamente um dos poucos órgãos de Comunicação Social onde o autor ainda não colaborou em termos jornalísticos. Luís Calisto nasceu em Gaula, em 1950, foi jornalista na RDP-Madeira, Diário de Notícias (Funchal), Tribuna da Madeira e RTP-Madeira. Foi diretor nestes três últimos. Antes das lides informativas, jogou futebol pelo C. S. Marítimo entre 1963 e 1978. Luís Calisto passou recentemente um ‘mau pedaço’, em termos de saúde. Por isso não deverá estar presente na cerimónia de lançamento do seu livro. “Apesar de me sentir normal, se bem que ciente de que a guerra está longe do fim e com vencedor desconhecido, fiz uma ‘dieta de embelezamento’ que me levou uns quilos valentes... Mas é só essa questão do visual, o resto vai muitíssimo bem.” Leia as declarações de Luís Calisto ao JM, na íntegra, na edição impressa desta sexta-feira.

Novo livro de Luís Calisto “não é provocação, é esclarecimento”, antecipa o autor ao JM
O JM vai publicar em breve a quarta obra do jornalista Luís Calisto. ‘Marítimo - A antiguidade é um posto’ é o título de um livro que promete ser polémico em relação às datas de fundação de vários clubes da Madeira. “O livro não é provocação, é esclarecimento para quem quer saber a verdade”, antecipa o autor ao JM. O novo livro de Luís Calisto tem apresentação pública marcada para a próxima sexta-feira, 10 de julho, pelas 18 horas num palco a montar na Placa Central, no centro da cidade. A publicação do livro e a cerimónia pública estão a cargo do JM, curiosamente um dos poucos órgãos de Comunicação Social onde o autor ainda não colaborou em termos jornalísticos. Luís Calisto nasceu em Gaula, em 1950, foi jornalista na RDP-Madeira, Diário de Notícias (Funchal), Tribuna da Madeira e RTP-Madeira. Foi diretor nestes três últimos. Antes das lides informativas, jogou futebol pelo C. S. Marítimo entre 1963 e 1978. Luís Calisto passou recentemente um ‘mau pedaço’, em termos de saúde. Por isso não deverá estar presente na cerimónia de lançamento do seu livro. “Apesar de me sentir normal, se bem que ciente de que a guerra está longe do fim e com vencedor desconhecido, fiz uma ‘dieta de embelezamento’ que me levou uns quilos valentes... Mas é só essa questão do visual, o resto vai muitíssimo bem.” Leia as declarações de Luís Calisto ao JM, na íntegra, na edição impressa desta sexta-feira.