“O Funchal Que Nos Une” foi conhecer a COCAN

As Presidências Abertas da Câmara Municipal do Funchal sob o mote “O Funchal Que Nos Une”, passaram hoje pela Cooperativa Operária e Camponesa de Produção Cultural, Recreativa e Artística – COCAN, sediada na freguesia de São Pedro. Esta visita englobou também a assinatura do protocolo de atribuição de Apoios Financeiros ao Associativismo e Atividades de Interesse Municipal. O presidente Miguel Silva Gouveia, acompanhado pela Vereadora Madalena Nunes, que tutela o pelouro da Cultura, foi recebido pela Vice-Presidente da Direção, Maria do Carmo Lopes, e teve a oportunidade de visitar as instalações e explicar o propósito desta iniciativa levada a cabo pelo Executivo Municipal junto da população, clubes e associações de cada freguesia. O autarca referiu, na ocasião, que “este é um projeto social que ajuda a preencher as necessidades destes associados, maioritariamente idosos, que aqui encontram uma segunda família, conforto e principalmente um conjunto de atividades que os mantém ativos e em convívio. Só com esta politica de proximidade conseguimos responder às necessidades destas entidades e associações, e ir ao encontro da cidade que eles também pretendem”. Na reunião informal foi possível conhecer as atividades e a história da COCAN, criada em 1976, que tem como objetivos principais, defender os princípios e a prática do cooperativismo, desenvolver iniciativas que visem o desenvolvimento pessoal e a integração social, contribuindo para a diminuição das desigualdades sociais e pela construção de uma sociedade mais justa.

“O Funchal Que Nos Une” foi conhecer a COCAN
As Presidências Abertas da Câmara Municipal do Funchal sob o mote “O Funchal Que Nos Une”, passaram hoje pela Cooperativa Operária e Camponesa de Produção Cultural, Recreativa e Artística – COCAN, sediada na freguesia de São Pedro. Esta visita englobou também a assinatura do protocolo de atribuição de Apoios Financeiros ao Associativismo e Atividades de Interesse Municipal. O presidente Miguel Silva Gouveia, acompanhado pela Vereadora Madalena Nunes, que tutela o pelouro da Cultura, foi recebido pela Vice-Presidente da Direção, Maria do Carmo Lopes, e teve a oportunidade de visitar as instalações e explicar o propósito desta iniciativa levada a cabo pelo Executivo Municipal junto da população, clubes e associações de cada freguesia. O autarca referiu, na ocasião, que “este é um projeto social que ajuda a preencher as necessidades destes associados, maioritariamente idosos, que aqui encontram uma segunda família, conforto e principalmente um conjunto de atividades que os mantém ativos e em convívio. Só com esta politica de proximidade conseguimos responder às necessidades destas entidades e associações, e ir ao encontro da cidade que eles também pretendem”. Na reunião informal foi possível conhecer as atividades e a história da COCAN, criada em 1976, que tem como objetivos principais, defender os princípios e a prática do cooperativismo, desenvolver iniciativas que visem o desenvolvimento pessoal e a integração social, contribuindo para a diminuição das desigualdades sociais e pela construção de uma sociedade mais justa.