Organização do RVM apresenta vídeo de promoção da edição de 2020

A prova vai para a estrada entre os dias 30 de julho e 1 de agosto e faz parte do Troféu Europeu de Ralis (ERT), integrando o calendário do Troféu Ibérico de Ralis (IRT).  A organização deu a conhecer o vídeo de promoção, 60 anos depois do...

Organização do RVM apresenta vídeo de promoção da edição de 2020
A prova vai para a estrada entre os dias 30 de julho e 1 de agosto e faz parte do Troféu Europeu de Ralis (ERT), integrando o calendário do Troféu Ibérico de Ralis (IRT).  A organização deu a conhecer o vídeo de promoção, 60 anos depois do Club Sports da Madeira organizar um evento "desportivo que desde logo ficou associado à promoção turística da Madeira no exterior. Os madeirenses cedo aderiram com o entusiasmo dos aficionados à então Volta à Ilha em Automóvel, percursora do Rali Vinho Madeira, tal como conhecemos hoje", refere a nota da organização. Na mesma nota, ressalva que a "ilha transformou-se num grande estádio, a festa teve milhares de organizadores e passou a durar uma semana. A competição, essa, foi entregue aos “artistas” do volante, os pilotos, eles próprios grandes apaixonados do desporto automóvel". A primeira vez que se realizou o Rali Vinho Madeira teve lugar em 1959, mas só em 1979 entrou para o Campeonato Europeu de Ralis. Entre 2006 e 2010 fez também parte do Intercontinental Rally Challenge (IRC), o que possibilitou uma maior exposição internacional. Contudo, a falta de apoios financeiros acabou por atirar a prova para fora das melhores da Europa. Porém, fez parte do Campeonato Europeu de Rali (ERC) até 2012. Ao nível de figuras, os italianos Andrea Aghini, Giandomenico Basso e os portugueses Américo Nunes e Bruno Magalhães são os pilotos com maior número de vitórias. Piero Liatti, Horácio Macedo, Fabrizio Tabaton e Alexandre Camacho venceram três vezes cada um. A edição de 2019 voltou a fazer história com Alexandre Camacho a ser o primeiro piloto madeirense a vencer o Rali Vinho Madeira de forma consecutiva, já lá vão três, igualando ainda o recorde de Américo Nunes. Patrick Snijers,  Piero Liatti, Bruno Thiry, Adruzilo Lopes, Renato Travaglia, Miguel Campos, José Pedro Fontes, e os  mundialmente conhecidos Massimo, Biasion, Salvador Servià, Antonio Fassina e Ari Vatane foram nomes que passaram pela prova madeirense, todos com vitórias.  Ainda antes de fazer furou no Mundial de Ralis, Henri Toivonen teve uma passagem vitoriosa pelo RVM em 1984, onde viria a vencer ao volante de um Porsche 911. Outro nome conhecido, ainda atualmente, que passou pelo RVM é o de Carlos Sainz, embora sem qualquer resultado de destaque.