Padre notificado por crime de desobediência após celebrar missa com fiéis em Castelo de Paiva

Uma patrulha da GNR de Castelo de Paiva identificou um padre que, na manhã deste domingo, se encontrava a celebrar uma missa no interior da igreja de Pedorido, Castelo de Paiva, com a presença de vários paroquianos, avança o JN. A GNR procedeu à imediata interrupção da cerimónia, elaborou o respetivo auto e notificou o pároco pelo crime de desobediência.  Para além dos fiéis, o padre fazia-se acompanhar de um diácono. Há vários dias que havia suspeitas de que o referido padre estava a celebrar missas em locais de culto das paróquias onde presta serviço religioso. Recorde-se que, ao abrigo do estado de emergência decretado pelo Governo em consequência da pandemia da Covid-19 é proibida a "realização de celebrações de cariz religioso e de outros eventos de culto que impliquem uma aglomeração de pessoas".

Uma patrulha da GNR de Castelo de Paiva identificou um padre que, na manhã deste domingo, se encontrava a celebrar uma missa no interior da igreja de Pedorido, Castelo de Paiva, com a presença de vários paroquianos, avança o JN. A GNR procedeu à imediata interrupção da cerimónia, elaborou o respetivo auto e notificou o pároco pelo crime de desobediência.  Para além dos fiéis, o padre fazia-se acompanhar de um diácono. Há vários dias que havia suspeitas de que o referido padre estava a celebrar missas em locais de culto das paróquias onde presta serviço religioso. Recorde-se que, ao abrigo do estado de emergência decretado pelo Governo em consequência da pandemia da Covid-19 é proibida a "realização de celebrações de cariz religioso e de outros eventos de culto que impliquem uma aglomeração de pessoas".