PCP denuncia agressão a sindicalista por reclamar higiene e saúde no trabalho

O PCP/Madeira denunciou este sábado uma agressão perpetrada contra um dirigente sindical que reclamava por cuidados de higiene e saúde no trabalho.  Através de comunicado enviado às redações, esta força partidária informou ter conhecimento “conhecimento de diversas situações em que, com o agravamento da situação criada pela pandemia associada ao COVID-19, a violência da exploração e a intensificação de formas de agressão directas contra os trabalhadores está a acontecer nos mais diversos sectores de actividade económica”.  “Chegou-se ao ponto de se confirmar que uma trabalhadora, dirigente sindical do CESP, do sector do comércio e serviços - foi agredida no seu local de trabalho pela chefia directa. Depois de apontar falhas na necessária atribuição de meios de protecção e de higiene pessoal para os trabalhadores que estavam em exercício de funções no manuseamento de produtos alimentares, foi vítima de uma criminosa agressão física”, concretizou o PCP/M na referida nota.

PCP denuncia agressão a sindicalista por reclamar higiene e saúde no trabalho
O PCP/Madeira denunciou este sábado uma agressão perpetrada contra um dirigente sindical que reclamava por cuidados de higiene e saúde no trabalho.  Através de comunicado enviado às redações, esta força partidária informou ter conhecimento “conhecimento de diversas situações em que, com o agravamento da situação criada pela pandemia associada ao COVID-19, a violência da exploração e a intensificação de formas de agressão directas contra os trabalhadores está a acontecer nos mais diversos sectores de actividade económica”.  “Chegou-se ao ponto de se confirmar que uma trabalhadora, dirigente sindical do CESP, do sector do comércio e serviços - foi agredida no seu local de trabalho pela chefia directa. Depois de apontar falhas na necessária atribuição de meios de protecção e de higiene pessoal para os trabalhadores que estavam em exercício de funções no manuseamento de produtos alimentares, foi vítima de uma criminosa agressão física”, concretizou o PCP/M na referida nota.