PCTP/MRPP promete olhar pela pobreza, pelas pescas e pelos reformados

A cabeça de lista do PCTP/MRPP às eleições regionais da Madeira, Fernanda Calaça, prometeu hoje olhar pela pobreza, pelas pescas e pelos reformados se for eleita deputada na Assembleia Legislativa. “Iremos lutar, exigir que se olhe pela pobreza,...

PCTP/MRPP promete olhar pela pobreza, pelas pescas e pelos reformados
A cabeça de lista do PCTP/MRPP às eleições regionais da Madeira, Fernanda Calaça, prometeu hoje olhar pela pobreza, pelas pescas e pelos reformados se for eleita deputada na Assembleia Legislativa. “Iremos lutar, exigir que se olhe pela pobreza, pelas pescas, pela violência doméstica, pela mulher que trabalha e não recebe um salário digno, pelos reformados que vivem uma vida de miséria, que nem têm dinheiro para comprar medicamentos”, disse a candidata aos jornalistas. Fernanda Calaça falava junto ao Mercado dos Lavradores, no Funchal, onde esteve hoje de manhã a apelar ao voto dos madeirenses, naquele que é o último dia de campanha eleitoral. Às sextas-feiras e aos sábados, aquele mercado, um dos pontos turísticos do Funchal, recebe mais vendedores e enche-se de madeirenses que têm o hábito de ali se abastecerem de frutas e legumes para o fim de semana. Ao referir-se ao sistema de saúde, afirmou que o hospitais “levam meses e anos para uma consulta e para tratamentos”, pelo que defendeu “um novo hospital para terem melhores condições”. A candidata do PCTP/MRPP exigiu ainda que “não se pague a dívida de cinco mil milhões que a região deve” e considerou que, com esse dinheiro, se deve “olhar para a pobreza, para as pescas, fazer frotas novas e ver as quotas das pescas, que só vêm provocar mais miséria e desgraças”. Fernanda Calaça frisou ainda que o partido que representa é o único que defende o povo. As eleições regionais legislativas da Madeira decorrem no domingo, com 16 partidos e uma coligação a disputar os 47 lugares no parlamento regional. PDR, CHEGA, PNR, BE, PS, PAN, Aliança, Partido da Terra-MPT, PCTP/MRPP, PPD/PSD, Iniciativa Liberal, PTP, PURP, CDS-PP, CDU (PCP/PEV), JPP e RIR são as 17 candidaturas validadas para estas eleições, com um círculo único. Nas regionais de 2015, os sociais-democratas seguraram a maioria absoluta - com que sempre governaram a Madeira - por um deputado, com 24 dos 47 parlamentares.