Pedro Ramos assina protocolos com SANAS Madeira e Escola de Enfermagem

A secretaria Regional da Saúde e da Proteção Civil assinou hoje dois protocolos para atribuição de uma comparticipação financeira à escola Superior de Enfermagem São José de Cluny e outra ao SANAS Madeira. “Nos últimos 5 anos, muitos enfermeiros foram obrigados a ir para o estrangeiro”, uma situação revertida depois dos “concursos abertos nos últimos anos”. Muitos enfermeiros acabaram por “regressar”, reforçou o governante. Nos próximos tempos, “o GR vai continuar a apostar e apoiar toda a formação destes profissionais de saúde”, ressalvou. O protocolo foi assinado por Pedro Ramos e Merícia Bettencourt, diretora da escola. O governante revelou, ainda, que a taxa de contratação de emprego na Madeira para os enfemeiros atinge os 100%. O apoio é no valor de 500 mil euros.  Já ao nível do socorro, o governante assinou um outro protocolo com o SANAS Madeira, na linha dos que já foram assinados com mais seis associações humanitárias dos bombeiros voluntários da Madeira. Amanhã, os Bombeiros Voluntários do Porto Santo assinam um protocolo da sua Associação Humanitária. Recorde-se que estes valores financeiros foram anunciados em primeira mão pelo JM há duas semanas.   

Pedro Ramos assina protocolos com SANAS Madeira e Escola de Enfermagem
A secretaria Regional da Saúde e da Proteção Civil assinou hoje dois protocolos para atribuição de uma comparticipação financeira à escola Superior de Enfermagem São José de Cluny e outra ao SANAS Madeira. “Nos últimos 5 anos, muitos enfermeiros foram obrigados a ir para o estrangeiro”, uma situação revertida depois dos “concursos abertos nos últimos anos”. Muitos enfermeiros acabaram por “regressar”, reforçou o governante. Nos próximos tempos, “o GR vai continuar a apostar e apoiar toda a formação destes profissionais de saúde”, ressalvou. O protocolo foi assinado por Pedro Ramos e Merícia Bettencourt, diretora da escola. O governante revelou, ainda, que a taxa de contratação de emprego na Madeira para os enfemeiros atinge os 100%. O apoio é no valor de 500 mil euros.  Já ao nível do socorro, o governante assinou um outro protocolo com o SANAS Madeira, na linha dos que já foram assinados com mais seis associações humanitárias dos bombeiros voluntários da Madeira. Amanhã, os Bombeiros Voluntários do Porto Santo assinam um protocolo da sua Associação Humanitária. Recorde-se que estes valores financeiros foram anunciados em primeira mão pelo JM há duas semanas.