Pelo menos 19 baleias-piloto morreram encalhadas na Nova Zelândia

 Pelo menos 19 baleias-piloto morreram encalhadas na costa da Nova Zelândia, informaram hoje as autoridades neozelandesas, tendo as equipas de resgate conseguido salvar uma dúzia de cetáceos. No sábado, o Ministério de Conservação da Nova Zelândia informou que um grupo de baleias-piloto ficaram presas em bancos de areia, após a descida da maré, numa zona perto da localidade de Coromandel, na Ilha Norte. As equipas de resgate conseguiram manter com vida algumas baleias até à subida da maré, empurrando-as depois para o mar, mas pelo menos 19 morreram. As baleias-piloto faziam parte de um grupo de cerca de 60 avistadas este fim-de-semana perto da costa de Coromandel. As autoridades da Nova Zelândia continuam a monitorizar os movimentos do grupo, salientando que "não é invulgar que baleias-piloto encalhem várias vezes ao longo de vários dias". O maior incidente deste tipo registado em todo o mundo ocorreu em 1918, quando cerca de 1.000 baleias-piloto ficaram presas nas ilhas Chatham, no sudeste da Nova Zelândia. Há cerca de um mês, 380 baleias-piloto morreram após terem ficado encalhadas na costa australiana, o maior incidente do género registado no país.

Pelo menos 19 baleias-piloto morreram encalhadas na Nova Zelândia
 Pelo menos 19 baleias-piloto morreram encalhadas na costa da Nova Zelândia, informaram hoje as autoridades neozelandesas, tendo as equipas de resgate conseguido salvar uma dúzia de cetáceos. No sábado, o Ministério de Conservação da Nova Zelândia informou que um grupo de baleias-piloto ficaram presas em bancos de areia, após a descida da maré, numa zona perto da localidade de Coromandel, na Ilha Norte. As equipas de resgate conseguiram manter com vida algumas baleias até à subida da maré, empurrando-as depois para o mar, mas pelo menos 19 morreram. As baleias-piloto faziam parte de um grupo de cerca de 60 avistadas este fim-de-semana perto da costa de Coromandel. As autoridades da Nova Zelândia continuam a monitorizar os movimentos do grupo, salientando que "não é invulgar que baleias-piloto encalhem várias vezes ao longo de vários dias". O maior incidente deste tipo registado em todo o mundo ocorreu em 1918, quando cerca de 1.000 baleias-piloto ficaram presas nas ilhas Chatham, no sudeste da Nova Zelândia. Há cerca de um mês, 380 baleias-piloto morreram após terem ficado encalhadas na costa australiana, o maior incidente do género registado no país.