PNR quer mais escoamento de produtos

O Partido Nacional Renovador (PNR) esteve hoje junto ao Mercado do Estreito de Câmara de Lobos para chamar atenção para problemas relacionados com o Vinho Madeira e a Cana de Açúcar. Na voz de Álvaro Araújo, o Partido Nacionalista veio alertar...

PNR quer mais escoamento de produtos
O Partido Nacional Renovador (PNR) esteve hoje junto ao Mercado do Estreito de Câmara de Lobos para chamar atenção para problemas relacionados com o Vinho Madeira e a Cana de Açúcar. Na voz de Álvaro Araújo, o Partido Nacionalista veio alertar para a perda de competitividade do Vinho Madeira no mercado internacional, perda esta que diz trazer complicações para os viticultores, uma vez que ao não conseguirem escoar a totalidade do vinho produzido, atrasam a laboração da colheita seguinte. No entender do PNR, a solução para este problema passa por uma melhor divulgação do produto nos mercados estrangeiros e através da isenção de taxas portuárias. Deste modo acreditam facilitar o escoamento do vinho produzido e beneficiar todas as partes, na medida em que a preparação do ano seguinte pode ser antecedida e o viticultor pode angariar desta forma um maior volume de matéria-prima e de melhor qualidade. O partido faz ainda um paralelo com a produção de cana-de-açúcar e diz que com a falta de escoamento dos derivados da cana, os engenhos retardam a moagem seguinte e afastam a possível entrada de novos compradores.