Policarpo Gouveia admite realizar ‘São Silvestre’ em Janeiro

Policarpo Gouveia, presidente da Associação de Atletismo da Região Autónoma da Madeira (AARAM), espera realizar a ‘Volta à Cidade’, conhecida como Corrida São Silvestre, no mês de janeiro. Em reação ao anúncio de Miguel Albuquerque, presidente do Governo Regional, a propósito do cancelamento da mítica corrida, que não terá lugar este ano, em dezembro, o responsável não perde a esperança na realização do evento.  “Vamos acatar o que foi decidido. Mas, de qualquer das maneiras, se houver possibilidade e se as coisas melhorarem em Janeiro gostaríamos de organizar o evento. Esta São Silvestre é das mais antigas, mas queremos que se realiza com segurança e que não traga problemas a ninguém”, explicou Policarpo Gouveia em declarações à 88.8 JM/FM, mostrando compreensão em relação à medida e à evolução da pandemia na Madeira.  “Compreendemos a decisão e vamos aguardar. Agora, esperamos uma janela de oportunidade para realizar a prova em Janeiro”, disse.  Policarpo Gouveia reforçou ainda o apelo a todos os atletas, por forma a manterem a sua atividade com todos os cuidados.  “A mensagem que deixo é que todas as pessoas treinem responsavelmente, sem ajuntamentos. Têm que continuar com a sua atividade física e sem ajuntamentos enquanto isto não melhora”, rematou o dirigente. 

Policarpo Gouveia admite realizar ‘São Silvestre’ em Janeiro
Policarpo Gouveia, presidente da Associação de Atletismo da Região Autónoma da Madeira (AARAM), espera realizar a ‘Volta à Cidade’, conhecida como Corrida São Silvestre, no mês de janeiro. Em reação ao anúncio de Miguel Albuquerque, presidente do Governo Regional, a propósito do cancelamento da mítica corrida, que não terá lugar este ano, em dezembro, o responsável não perde a esperança na realização do evento.  “Vamos acatar o que foi decidido. Mas, de qualquer das maneiras, se houver possibilidade e se as coisas melhorarem em Janeiro gostaríamos de organizar o evento. Esta São Silvestre é das mais antigas, mas queremos que se realiza com segurança e que não traga problemas a ninguém”, explicou Policarpo Gouveia em declarações à 88.8 JM/FM, mostrando compreensão em relação à medida e à evolução da pandemia na Madeira.  “Compreendemos a decisão e vamos aguardar. Agora, esperamos uma janela de oportunidade para realizar a prova em Janeiro”, disse.  Policarpo Gouveia reforçou ainda o apelo a todos os atletas, por forma a manterem a sua atividade com todos os cuidados.  “A mensagem que deixo é que todas as pessoas treinem responsavelmente, sem ajuntamentos. Têm que continuar com a sua atividade física e sem ajuntamentos enquanto isto não melhora”, rematou o dirigente.