Ponta do Sol procede à remodelação das instalações sanitárias públicas

A Câmara Municipal da Ponta do Sol avançou no final do mês de outubro com a obra de remodelação e requalificação das instalações sanitárias situadas no jardim do Centro Histórico, na vila da Ponta do Sol.  Segundo nota da Câmara Municipal da Ponta do Sol, este espaço sanitário encontrava-se em muito mau estado de conservação, tornando-se urgente esta intervenção, dotando as casas de banho de todas as condições de higiene e segurança, assim como salvaguardar a integridade da população local e visitante. Os trabalhos de execução passam pela demolição de paredes interiores, reorganização do espaço e o redesenho dos vãos nas fachadas a norte e poente, de modo a preservar a linguagem e composição arquitetónica original. Esta intervenção prevê, ainda, a substituição de equipamentos, canalização e pintura. A infraestrutura irá dividir-se em duas áreas: instalações sanitárias públicas e zona destinada a assistentes operacionais da Câmara Municipal. Quanto às instalações sanitárias estas contemplarão uma instalação específica para usuários com mobilidade reduzida e uma zona de fraldário. Em relação à zona destinada aos funcionários da autarquia, esta será dotada de uma lavandaria e uma área reservada a refeições. De referir que esta empreitada representa um investimento municipal que ascende os 57 mil euros, com um prazo de execução de 120 dias.  

Ponta do Sol procede à remodelação das instalações sanitárias públicas
A Câmara Municipal da Ponta do Sol avançou no final do mês de outubro com a obra de remodelação e requalificação das instalações sanitárias situadas no jardim do Centro Histórico, na vila da Ponta do Sol.  Segundo nota da Câmara Municipal da Ponta do Sol, este espaço sanitário encontrava-se em muito mau estado de conservação, tornando-se urgente esta intervenção, dotando as casas de banho de todas as condições de higiene e segurança, assim como salvaguardar a integridade da população local e visitante. Os trabalhos de execução passam pela demolição de paredes interiores, reorganização do espaço e o redesenho dos vãos nas fachadas a norte e poente, de modo a preservar a linguagem e composição arquitetónica original. Esta intervenção prevê, ainda, a substituição de equipamentos, canalização e pintura. A infraestrutura irá dividir-se em duas áreas: instalações sanitárias públicas e zona destinada a assistentes operacionais da Câmara Municipal. Quanto às instalações sanitárias estas contemplarão uma instalação específica para usuários com mobilidade reduzida e uma zona de fraldário. Em relação à zona destinada aos funcionários da autarquia, esta será dotada de uma lavandaria e uma área reservada a refeições. De referir que esta empreitada representa um investimento municipal que ascende os 57 mil euros, com um prazo de execução de 120 dias.