PS reivindica estudo para um novo Centro de Saúde do Porto Santo

O grupo parlamentar do Partido Socialista visitou nesta sexta-feira, a ilha do Porto Santo, para se inteirar das condições do funcionamento do Centro de Saúde local e visitar a Escola Básica e Secundária Professor Dr. Francisco de Freitas Branco...

PS reivindica estudo para um novo Centro de Saúde do Porto Santo
O grupo parlamentar do Partido Socialista visitou nesta sexta-feira, a ilha do Porto Santo, para se inteirar das condições do funcionamento do Centro de Saúde local e visitar a Escola Básica e Secundária Professor Dr. Francisco de Freitas Branco que se encontra em processo de requalificação das estruturas. O deputado socialista Miguel Brito, após o final das duas visitas, defendeu "um estudo de custo / benefício para a construção de um novo Centro de Saúde do Porto Santo". O parlamentar falou ainda sobre uma necessidade que premente na ilha a de contratar mais recursos humanos, mais precisamente médicos e enfermeiros. "O grupo parlamentar do PS defende o reforço dos técnicos de enfermagem, nomeadamente nas especialidades de reabilitação e pediatria", bem como a disponibilização de um médico de medicina interna em permanência.  O deputado lembrou ainda que é necessário criar medidas que promovam a permanecia desses profissionais no Porto Santo, como forma de se sentirem "valorizados e integrados". Já sobre a visita à Escola Básica e Secundária Professor Dr. Francisco de Freitas Branco, o deputado lamentou o facto da intervenção que ainda se encontra em curso não ter em atenção o bem-estar e as necessidades da comunidade escolar. "Chegamos à conclusão de que aquela obra não teve a responsabilidade máxima em garantir as condições básicas para que aquela comunidade escolar tivesse a atenção merecida", disse Miguel Brito aponta ainda que "há uma falta de condições básicas no que toca à climatização das salas de aulas" e critica o facto de não ter havido "uma especial atenção à parte energética da escola". "Se hoje o Porto Santo é visto como uma possível ilha ecológica, não conseguimos entender como é que não foi pensado um sistema alternativo para que a escola possa usufruir de energia renovável, através de painéis fotovoltaicos, uma forma de reduzir a pegada ecológica". O deputado porto-santense, que esteve acompanhado de Paulo Cafôfo, Élvio Jesus e Rui Caetano, lamentou também o facto de a escola não ter uma cantina de refeições para a comunidade escolar. "Esperemos que a Secretaria da Educação e de Equipamentos e Infraestruturas tenha isso em atenção e garanta que haja um serviço alimentar digno para a comunidade escolar", sublinhou, a este propósito.