PSD-M lamenta que deputados do PS na AR não tenham defendido interesses de concelhos da costa Norte e do Porto Santo

O grupo parlamentar do PSD na Assembleia Legislativa da Madeira defende medidas de discriminação positiva para os concelhos da costa Norte da Madeira e do Porto Santo. Assim, aponta para a majoração dos fundos comunitários e para a diferenciação...

PSD-M lamenta que deputados do PS na AR  não tenham defendido interesses de concelhos da costa Norte e do Porto Santo
O grupo parlamentar do PSD na Assembleia Legislativa da Madeira defende medidas de discriminação positiva para os concelhos da costa Norte da Madeira e do Porto Santo. Assim, aponta para a majoração dos fundos comunitários e para a diferenciação fiscal, que venha incrementar e revitalizar a economia destes municípios. A defesa destas ideias foi feita esta manhã pelos deputados sociais-democratas numa visita ao concelho do Porto Moniz. Pela voz de Valter Correia, os parlamentares do PSD, consideram que só assim, se conseguirá promover a fixação dos jovens e o rejuvenescimento da população. Por isso, foi apresentada, na Assembleia da República, uma medida que visava baixar a taxa de IRC nos municípios, mas a proposta foi chumbada pelo PS. O que deixou os deputados do PSD na Assembleia da República, assim como os parlamentares madeirenses, com algum espanto, conforme defendeu, esta manhã, Valter Correia. Se não mostra estranheza com a posição dos deputados socialistas do Continente, tendo em conta "a postura que têm vindo a ter contra a Madeira", o grupo parlamentar do PSD na Assembleia Legislativa da Madeira diz que o mesmo não poderá dizer em relação à posição dos deputados do PS-Madeira, os quais "contribuiram também para este resultado". "Não percebemos porque o PS não deu instruções claras aos seus deputados para votarem a favor deste resultado. E não percebemos ainda mais porque o líder do PS na Madeira é do Porto Moniz, o deputado à Assembleia da República é natural do Porto Moniz", conclui.