‘Quarantine Sessions’ levam música ao vivo até casa

A vida em casa também pode ser um festival. Algo que será comprovado entre 30 de março e 7 de abril, com a realização do primeiro conjunto de concertos inseridos no festival ‘Quarantine Sessions’. À semelhança do que começou por ser feito a nível nacional, com o concerto online de Salvador Sobral e, posteriormente, com o festival ‘Eu Fico Em Casa’, as ‘Quarantine Sessions’ vão unir vários músicos madeirenses num evento com transmissão online, deixando a cultura mais perto. A ideia partiu do músico madeirense Miguel Pires, que teve a iniciativa de desafiar vários colegas de profissão a juntarem-se a ele na concretização de concertos em que os artistas tocam e cantam a partir das suas casas, respeitando as regras de isolamento social, e todas as normas que o Estado de Emergência implica.  De acordo com o organizador, a adesão dos músicos foi imediata, sendo que, em pouco tempo, a primeira fase de concertos foi agendada. O amor à arte, à música e o respeito que os músicos têm pelo seu público, numa altura em que o trabalho remunerado está em ‘standby’ levam os artistas a recorrer às novas tecnologias para fazer o que mais gostam em direto das suas casas, para as casas de quem os quiser ver e ouvir. Assim sendo, a partir da próxima segunda-feira, dia 30 de março, há um concerto para assistir todos os dias, pelas 19 horas, em direto da página do festival (https://www.facebook.com/QuarantineSessionsFestival/), que pode ser seguida a fim de ficar a par de todas as novidades. Flor, Sol II Sea, Tiago Silva, Luís Salvador, Flávio Martinho, Miguel Pires, The Headtones, Vítor Abreu e Sofia Ferreira são os artistas que abrem as portas das suas casas nesta série de concertos. O designer Fábio Correia ficou a cargo de toda a parte gráfica. “Todos aceitaram esta nova situação porque a saúde pública e a vida são valores maiores, que se sobrepõem a tudo o resto”, refere ainda a organização, que está já a preparar uma outra série de concertos, deixando o apelo a que todos permaneçam em casa a cuidar de si e dos seus.  Programação: 30/03 - Flor 31/03 - Sol II Sea 1/04 - Tiago Silva 2/04 - Luís Salvador 3/04 - Flávio Martinho 4/04 - Miguel Pires 5/04 - The Headtones 6/04 - Vítor Abreu 7/04 - Sofia Ferreira  

‘Quarantine Sessions’ levam música ao vivo até casa
A vida em casa também pode ser um festival. Algo que será comprovado entre 30 de março e 7 de abril, com a realização do primeiro conjunto de concertos inseridos no festival ‘Quarantine Sessions’. À semelhança do que começou por ser feito a nível nacional, com o concerto online de Salvador Sobral e, posteriormente, com o festival ‘Eu Fico Em Casa’, as ‘Quarantine Sessions’ vão unir vários músicos madeirenses num evento com transmissão online, deixando a cultura mais perto. A ideia partiu do músico madeirense Miguel Pires, que teve a iniciativa de desafiar vários colegas de profissão a juntarem-se a ele na concretização de concertos em que os artistas tocam e cantam a partir das suas casas, respeitando as regras de isolamento social, e todas as normas que o Estado de Emergência implica.  De acordo com o organizador, a adesão dos músicos foi imediata, sendo que, em pouco tempo, a primeira fase de concertos foi agendada. O amor à arte, à música e o respeito que os músicos têm pelo seu público, numa altura em que o trabalho remunerado está em ‘standby’ levam os artistas a recorrer às novas tecnologias para fazer o que mais gostam em direto das suas casas, para as casas de quem os quiser ver e ouvir. Assim sendo, a partir da próxima segunda-feira, dia 30 de março, há um concerto para assistir todos os dias, pelas 19 horas, em direto da página do festival (https://www.facebook.com/QuarantineSessionsFestival/), que pode ser seguida a fim de ficar a par de todas as novidades. Flor, Sol II Sea, Tiago Silva, Luís Salvador, Flávio Martinho, Miguel Pires, The Headtones, Vítor Abreu e Sofia Ferreira são os artistas que abrem as portas das suas casas nesta série de concertos. O designer Fábio Correia ficou a cargo de toda a parte gráfica. “Todos aceitaram esta nova situação porque a saúde pública e a vida são valores maiores, que se sobrepõem a tudo o resto”, refere ainda a organização, que está já a preparar uma outra série de concertos, deixando o apelo a que todos permaneçam em casa a cuidar de si e dos seus.  Programação: 30/03 - Flor 31/03 - Sol II Sea 1/04 - Tiago Silva 2/04 - Luís Salvador 3/04 - Flávio Martinho 4/04 - Miguel Pires 5/04 - The Headtones 6/04 - Vítor Abreu 7/04 - Sofia Ferreira