Rui Barreto destaca bom "entrosamento" entre partidos da coligação na Madeira

O líder do CDS/Madeira, Rui Barreto, parceiro no Governo Regional de coligação, destacou o “bom entrosamento” existente entre os elementos no executivo e no parlamento insular nos primeiro três meses de funcionamento. “Queria realçar nestes...

Rui Barreto destaca bom "entrosamento" entre partidos da coligação na Madeira
O líder do CDS/Madeira, Rui Barreto, parceiro no Governo Regional de coligação, destacou o “bom entrosamento” existente entre os elementos no executivo e no parlamento insular nos primeiro três meses de funcionamento. “Queria realçar nestes primeiros três meses o bom entrosamento entre os dois grupos parlamentares, a relação do parlamento com o governo [regional] e a relação com os pares dentro do acordo de coligação”, declarou Rui Barreto após a reunião que decorreu hoje entre os líderes do PSD e CDS com os deputados dos dois partidos com os deputados na Assembleia da Madeira sobre a questão do Orçamento Regional para 2020. Nas últimas regionais que decorreram a 22 de setembro 2019, o PSD/Madeira perdeu pela primeira vez a maioria absoluta que deteve durante cerca de 40 anos, elegendo apenas 21 dos 47 deputados para o parlamento regional. Para garantir a governação ‘convidou’ o CDS, partido que viu reduzido o seu grupo parlamentar de nove para três parlamentares, para um acordo de governação, garantindo uma representação de 24 deputados. O também secretário regional da Economia no executivo madeirense realçou que os partidos da coligação “fizeram um acordo de governo para quatro anos, para garantir a estabilidade com responsabilidade daquilo que defenderam” nas negociações. Sobre o Orçamento Regional para 2020, vincou “ser de facto de coesão social, económica e territorial” Também considerou ser “um orçamento de enorme sensibilidade social, porque chega a cada vez mais famílias, à classe media e reduz as desigualdades”. No seu entender, esta situação está relacionada com o facto de a “Madeira viver num ambiente de paz social, crescimento económico e ao bom desempenho da economia” que está a beneficiar as famílias. “Eu acho que isto é um sinal muito positivo que a economia continua a crescer e tem reforço de verbas para que esse crescimento continue e com o desempenho da economia o governo devolve a quem contribui para que ela cresça”, argumentou Rui Barreto. O responsável centrista madeirense opinou que “este orçamento é porventura o melhor orçamento dos últimos cinco anos e um orçamento que as famílias vão sentir de facto que chega o bom desempenho a cada uma das suas casas”, vincou. A proposta do Orçamento Regional para 2020, num total de 1.743 milhões de euro foi entregue quinta-feira no parlamento e o debate decorre entre os dias 20 e 23 de janeiro.