Satisfeito com a venda dos hotéis Galo, Bachmeier está disponível para assumir cargo

Roland Bachmeier confessou hoje estar “muito impressionado” por toda  a venda dos hotéis Galo ter sido feita de forma pacífica e pela amizade que ficou entre o próprio e os representantes da DER Touristik, para quem transitaram recentemente as unidades hoteleiras por decisão da família Bachmeier.   Recorde-se que os três hotéis do grupo Galo (Galomar, Galosol e Alpino Atlântico) foram recentemente adquiridos pela DER Touristik, uma das maiores transações hoteleiras dos últimos anos na Região. No âmbito de uma visita dos representantes do operador alemão de viagens à Madeira para celebrar a aquisição, decorreu esta manhã no Jardim dos Sentidos, do Galomar, uma homenagem à família alemã Bachmeier, proprietária dos hotéis Galo durante cerca de cinquenta anos.  “Estou grato por tudo aquilo que fizeram, por saber que todos os hoteis estão em boas mãos e que vão dar continuação àquilo que fiz” referiu Roland Bachmeier na ocasião, não tendo dúvidas da “marca” que deixa na hotelaria e turismo da Madeira. Nesse sentido, para o futuro, Roland Bachmeier mostra-se disponível para alocar os seus conhecimentos para uma outra função, como por exemplo a de conselheiro, pois acredita que seria negativo guardar para si todo o conhecimento que adquiriu ao longo de várias décadas. O trabalho feito, em especial no GaloMar, “é um exemplo não só para a Madeira como para todo o mundo” que já valeu muitos contactos vindos de fora. Considera ainda que a pandemia deve também ser vista como uma oportunidade para mudar pensamentos, sentidos e visões para o futuro no ramo da hotelaria. Bachmeier afirmou não ter planos futuros diretamente ligados ao turismo de momento, mas está a preparar um projeto ligado à agricultura biológica que pretende iniciar no Caniço, juntamente com a sua filha, com o qual ambiciona desenvolver um intercâmbio com os hotéis Galo.

Satisfeito com a venda dos hotéis Galo, Bachmeier está disponível para assumir cargo
Roland Bachmeier confessou hoje estar “muito impressionado” por toda  a venda dos hotéis Galo ter sido feita de forma pacífica e pela amizade que ficou entre o próprio e os representantes da DER Touristik, para quem transitaram recentemente as unidades hoteleiras por decisão da família Bachmeier.   Recorde-se que os três hotéis do grupo Galo (Galomar, Galosol e Alpino Atlântico) foram recentemente adquiridos pela DER Touristik, uma das maiores transações hoteleiras dos últimos anos na Região. No âmbito de uma visita dos representantes do operador alemão de viagens à Madeira para celebrar a aquisição, decorreu esta manhã no Jardim dos Sentidos, do Galomar, uma homenagem à família alemã Bachmeier, proprietária dos hotéis Galo durante cerca de cinquenta anos.  “Estou grato por tudo aquilo que fizeram, por saber que todos os hoteis estão em boas mãos e que vão dar continuação àquilo que fiz” referiu Roland Bachmeier na ocasião, não tendo dúvidas da “marca” que deixa na hotelaria e turismo da Madeira. Nesse sentido, para o futuro, Roland Bachmeier mostra-se disponível para alocar os seus conhecimentos para uma outra função, como por exemplo a de conselheiro, pois acredita que seria negativo guardar para si todo o conhecimento que adquiriu ao longo de várias décadas. O trabalho feito, em especial no GaloMar, “é um exemplo não só para a Madeira como para todo o mundo” que já valeu muitos contactos vindos de fora. Considera ainda que a pandemia deve também ser vista como uma oportunidade para mudar pensamentos, sentidos e visões para o futuro no ramo da hotelaria. Bachmeier afirmou não ter planos futuros diretamente ligados ao turismo de momento, mas está a preparar um projeto ligado à agricultura biológica que pretende iniciar no Caniço, juntamente com a sua filha, com o qual ambiciona desenvolver um intercâmbio com os hotéis Galo.