“Também esperaram pelo plano do Novo Banco?”, Brício Araújo

Brício Araújo, deputado do PSD, deu uma achega à contestação feita por Jaime Filipe Ramos à primeira intervenção de Paulo Cafôfo, para apontar aquilo que considera serem incoerências dos socialistas. Cafôfo havia frisado que esta era a cadência certa da República expressar a sua solidariedade, lembrando que primeiro a Madeira teria de ter um plano de ação e que depois o orçamento suplementar iria fazer face ao mesmo. Ora, Brício Araújo, indignado, questionou, com ironia: “também esperaram pelo plano de ação do Novo Banco para lá meterem 850 milhões de euros”? E tal como o seu líder parlamentar, também Brício Araújo acusou o Governo da República de “colocar a máquina de governo ao serviço do PS”.

“Também esperaram pelo plano do Novo Banco?”, Brício Araújo
Brício Araújo, deputado do PSD, deu uma achega à contestação feita por Jaime Filipe Ramos à primeira intervenção de Paulo Cafôfo, para apontar aquilo que considera serem incoerências dos socialistas. Cafôfo havia frisado que esta era a cadência certa da República expressar a sua solidariedade, lembrando que primeiro a Madeira teria de ter um plano de ação e que depois o orçamento suplementar iria fazer face ao mesmo. Ora, Brício Araújo, indignado, questionou, com ironia: “também esperaram pelo plano de ação do Novo Banco para lá meterem 850 milhões de euros”? E tal como o seu líder parlamentar, também Brício Araújo acusou o Governo da República de “colocar a máquina de governo ao serviço do PS”.