“Temos também de ser primeiros na abertura ao exterior”, Paulo Cafôfo

“Temos também de ser primeiros na abertura ao exterior”, esta uma reivindicação de Paulo Cafôfo na ALRAM, ao presidente do Governo Regional O deputado do PS foi o primeiro a interpelar o presidente do Governo Regional, aproveitando a ocasião para exaltar que os bons resultados na Região, pelo menos até esta altura, resultam em muito do dever cívico dos madeirenses e da concertação política, não tendo, em momento algum, referido elogios às medidas tomadas pelo Executivo madeirense. Cafôfo aproveitou o pioneirismo em muitas matérias exaltado por Albuquerque, ao longo do seu discurso, para reivindicar esse acelerar da abertura ao exterior, deixando exemplos de regiões no estrangeiro onde tal já vem sendo tratado. Na resposta, Albuquerque evidenciou muitas cautelas nessa matéria, aludindo a uma evolução paulatina que tem de ser respeitada, em defesa da saúde pública regional.

“Temos também de ser primeiros na abertura ao exterior”, esta uma reivindicação de Paulo Cafôfo na ALRAM, ao presidente do Governo Regional O deputado do PS foi o primeiro a interpelar o presidente do Governo Regional, aproveitando a ocasião para exaltar que os bons resultados na Região, pelo menos até esta altura, resultam em muito do dever cívico dos madeirenses e da concertação política, não tendo, em momento algum, referido elogios às medidas tomadas pelo Executivo madeirense. Cafôfo aproveitou o pioneirismo em muitas matérias exaltado por Albuquerque, ao longo do seu discurso, para reivindicar esse acelerar da abertura ao exterior, deixando exemplos de regiões no estrangeiro onde tal já vem sendo tratado. Na resposta, Albuquerque evidenciou muitas cautelas nessa matéria, aludindo a uma evolução paulatina que tem de ser respeitada, em defesa da saúde pública regional.