Ucrânia: Moscovo pede fim das sanções como solução da crise agrícola global

O ministro-adjunto dos Negócios Estrangeiros da Rússia exigiu hoje o levantamento das sanções impostas a Moscovo como condição para se evitar a crise alimentar mundial. "A solução para se resolver o problema alimentar requer uma abordagem coletiva, envolvendo em particular o levantamento das sanções que foram impostas às exportações e transações financeiras russas", disse o vice-ministro dos Negócios Estrangeiros Andrei Rudenko, citado por agências de notícias da Rússia. A última invasão russa da Ucrânia, iniciada no passado dia 24 de fevereiro, afetou diretamente a exportação de cereais ucranianos, sendo que o país representa em média 16% da produção mundial de trigo. Na Ásia vários países estão a restringir as exportações de produtos agrícolas - trigo e açúcar, nomeadamente na Índia e na Malásia. 

Ucrânia: Moscovo pede fim das sanções como solução da crise agrícola global
O ministro-adjunto dos Negócios Estrangeiros da Rússia exigiu hoje o levantamento das sanções impostas a Moscovo como condição para se evitar a crise alimentar mundial. "A solução para se resolver o problema alimentar requer uma abordagem coletiva, envolvendo em particular o levantamento das sanções que foram impostas às exportações e transações financeiras russas", disse o vice-ministro dos Negócios Estrangeiros Andrei Rudenko, citado por agências de notícias da Rússia. A última invasão russa da Ucrânia, iniciada no passado dia 24 de fevereiro, afetou diretamente a exportação de cereais ucranianos, sendo que o país representa em média 16% da produção mundial de trigo. Na Ásia vários países estão a restringir as exportações de produtos agrícolas - trigo e açúcar, nomeadamente na Índia e na Malásia.