Wright Electric inicia programa para desenvolver o primeiro avião elétrico com 186 lugares

A Wright Electric, empresa parceira da easyJet, anunciou hoje que deu início ao programa de desenvolvimento do motor da pioneira aeronave elétrica de 186 lugares, designada por Wright 1, que pretende começar a operar em 2030. Na nota enviada...

Wright Electric  inicia programa para desenvolver o primeiro avião elétrico com 186 lugares
A Wright Electric, empresa parceira da easyJet, anunciou hoje que deu início ao programa de desenvolvimento do motor da pioneira aeronave elétrica de 186 lugares, designada por Wright 1, que pretende começar a operar em 2030. Na nota enviada à comunicação social, a easyJet informa que a Wright Electric "está a desenvolver os sistemas elétricos à escala do megawatt necessários para que a sua aeronave elétrica de 186 lugares possa voar comercialmente". Diz também que a empresa está a construir um motor de 1,5 MW e um inversor de 3 quilovolts que constituirá a força motriz da revolucionária aeronave Wright 1 da WrighT Electric e servirá para abrir caminho para um futuro com voos de emissões zero na Europa e no mundo inteiro.   Neste momento a Wright Electric está em conversações com a BAE Systems tendo em vista o desenvolvimento de controlos de voo e sistemas de gestão de energia. A Wright Electric pretende levar a cabo testes terrestres com o seu motor em 2021 e testes de voos em 2023. Num evento que a empresa organizou hoje em Albany, Nova Iorque, a Wright Electric revelou uma maqueta do motor e da turbina.   Simultaneamente, a Wright Electric irá levar a cabo testes de aerodinâmica na fuselagem, que servirão de base para o design da propulsão. A empresa espera que o pioneiro Wright 1 comece a operar em 2030. A investigação sobre aviação elétrica conta com o financiamento de várias agências governamentais, entre as quais se encontram a NASA e a AFRL (Laboratório de Investigação da Força Aérea dos EUA).