Fogo de artifício voltou a pintar os céus de luz e cor na Madeira (fotogaleria)

Milhares de pessoas, residentes e turistas, assistiram hoje, numa noite amena, sem vento e sem chuva, ao espetáculo de fogo de artifício na baía da cidade do Funchal, na ilha da Madeira, que assinalou a entrada de 2020. À meia-noite, alguns...

Fogo de artifício voltou a pintar os céus de luz e cor na Madeira (fotogaleria)
Milhares de pessoas, residentes e turistas, assistiram hoje, numa noite amena, sem vento e sem chuva, ao espetáculo de fogo de artifício na baía da cidade do Funchal, na ilha da Madeira, que assinalou a entrada de 2020. À meia-noite, alguns dos 13 navios de cruzeiros, com mais de 36.000 passageiros em trânsito, começaram a apitar e logo o céu ficou iluminado pelas milhares de peças pirotécnicas reluzentes, desenhando coreografias de fogo de saudação ao ano novo. Em terra, outras milhares de pessoas, entre locais e turistas, em praças públicas, nos jardins, nas estradas, em casas e hotéis e de toda a parte por onde era possível avistar o anfiteatro da cidade do Funchal, profusamente alumiado pela iluminação transmitida pelas casas de janelas abertas de par em par, saudaram igualmente, com vivas, palmas e brindes, a entrada de mais um ano no calendário. Subordinado ao tema "Madeira em Festa" e integrado nos festejos dos 600 anos de descobrimento das ilhas do Porto Santo e da Madeira, o espetáculo deste ano teve a duração de oito minutos com um final apoteótico de 25 segundos, "como manda a tradição na região", disse Carlos Macedo, da "Macedo's Pirotecnia". Composto por 38 postos de lançamento de fogo ou "fogómetros" (31 em terra, cinco em plataformas marítimas e dois na ilha do Porto Santo) , o espetáculo, um investimento de 1.048.104,72 euros (Portaria n/o 566/2019 para fornecimento, instalação e queima de fogo-de-artifício para as Festas de Natal e Passagem de Ano 2019/2020 da Região Autónoma da Madeira) do Governo Regional, teve 21 quadros pirotécnicos proporcionados por 24 toneladas de fogo-de-artifício e 174.000 disparos de peças pirotécnicas, entre balonas e candelas. As Festas de Natal e de Ano Novo, que começaram a 01 de dezembro e terminam a 06 de janeiro, constituem um dos principais cartazes turísticos do arquipélago da Madeira. Segundo a Secretaria Regional do Turismo e Cultura, a ocupação média hoteleira é de 86% neste dia sem contar com o contributo do alojamento local. Na passagem de 2006/2007, o livro de recordes "Guinness World Records" atribuiu à passagem de ano na Madeira o título de "Maior Espetáculo Pirotécnico do Mundo". Uma elipse de fogo-de-artifício de seis quilómetros de extensão e 2,7 quilómetros de largura em torno da cidade do Funchal assinalou, então, a entrada de 2007 na Região Autónoma da Madeira. O espetáculo teve a duração de oito minutos e subordinou-se ao tema a "Dança das Quatro Estações", baseada na obra homónima do compositor veneziano António Vivaldi. O fogo, também da responsabilidade da "Macedo's Pirotecnia", foi lançado, na ocasião, de 37 postos estrategicamente colocados ao longo da baía da cidade do Funchal, sendo 31 em terra e seis em plataformas marítimas.