Adiamento dos pagamentos e valor dos prémios geram polémica no Flamengo

O adiamento do pagamento dos prémios pelas vitórias na Taça Libertadores - que deveria ter sido feito na sexta-feira - e pela conquista do Brasileirão - agendado para segunda-feira - será a causa do ambiente mais tenso que se vive no Flamengo...

Adiamento dos pagamentos e valor dos prémios geram polémica no Flamengo
O adiamento do pagamento dos prémios pelas vitórias na Taça Libertadores - que deveria ter sido feito na sexta-feira - e pela conquista do Brasileirão - agendado para segunda-feira - será a causa do ambiente mais tenso que se vive no Flamengo a poucas horas da final do Mundial de Clubes, frente ao Liverpool, conforme dá conta O Jogo. De acordo com esta fonte, o site brasileiro Globoesporte noticiou reuniões dos capitães Diego, Diego Alves e Everton Ribeiro com a direção do Flamengo depois do presidente Rodolfo Landim ter dado ordens para adiar os pagamentos . Subjacente à polémica está o facto de, no atual cenário, apenas os jogadores e a equipa técnica de Jorge Jesus terem direito a prémio monetário pelas vitórias, sendo que o treinador português tem um acordo à parte, refere o mesmo site. Uma divisão que atletas e membros da equipa técnica consideram injusta, defendendo que os restantes funcionários devem receber também um prémio monetário. E propõem que recebam 30 % do bolo total de 70 milhões de reais (cerca de 15 milhões de euros). Um valor que o presidente Rodolfo Landim considera excessivo. Ou seja, a poucas horas da final do Mundial de Clubes, o presidente do clube carioca mandou suspender o pagamento até haver um acordo sobre os critérios. Antes do treino de sexta-feira houve um reunião entre capitães e direção, mas segundo o Globoesporte ainda nada foi pago.