Aeroporto da Madeira recebeu 1.400 passageiros nas últimas 24 horas

Nas últimas 24 horas, 1.400 pessoas aterraram no Aeroporto da Madeira, sendo que foram 5.000 os passageiros a sair da Região no mesmo período de tempo. Maurício Melim, delegado de Saúde do Funchal, explicou durante o balanço do IASAÚDE que a Região não tem nenhuma cadeia de transmissão, sendo que o risco de a cidadã holandesa infetada - que chegou à Madeira sem sintomas -, ter contraído o vírus na Região, é baixo. O delegado de Saúde apela aos residentes para que evitem sair de casa, e defende que o teletrabalho deve ser estratégia para impedir a propagação.  "A situação epidemiológica é diferente do continente. Não há ainda cadeias de transmissão na Região, apenas um caso importado", acrescentou.

Aeroporto da Madeira recebeu 1.400 passageiros nas últimas 24 horas
Nas últimas 24 horas, 1.400 pessoas aterraram no Aeroporto da Madeira, sendo que foram 5.000 os passageiros a sair da Região no mesmo período de tempo. Maurício Melim, delegado de Saúde do Funchal, explicou durante o balanço do IASAÚDE que a Região não tem nenhuma cadeia de transmissão, sendo que o risco de a cidadã holandesa infetada - que chegou à Madeira sem sintomas -, ter contraído o vírus na Região, é baixo. O delegado de Saúde apela aos residentes para que evitem sair de casa, e defende que o teletrabalho deve ser estratégia para impedir a propagação.  "A situação epidemiológica é diferente do continente. Não há ainda cadeias de transmissão na Região, apenas um caso importado", acrescentou.