Alterações do Aviso Meteorológico de Neve

O aviso meteorológico de neve passa a ser emitido pelo Instituto Português do Mar e Atmosfera (IPMA) para o Continente, Madeira e Açores, de acordo com os critérios, podendo todos os avisos ser consultados em tempo real no site oficial do IPMA....

Alterações do Aviso Meteorológico de Neve
O aviso meteorológico de neve passa a ser emitido pelo Instituto Português do Mar e Atmosfera (IPMA) para o Continente, Madeira e Açores, de acordo com os critérios, podendo todos os avisos ser consultados em tempo real no site oficial do IPMA. O processo de revisão do aviso de neve, agora implementado pelo IPMA, resultou de um conjunto de atividades multidisciplinares na área da proteção civil, envolvendo, além do IPMA, outras entidades de âmbito nacional, como a Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil (ANEPC), a Guarda Nacional Republicana (GNR) e a Infraestruturas de Portugal (IP). Salientam-se de seguida as principais alterações em relação ao aviso: Maior discriminação das regiões afetadas em função da altitude, com a inclusão do nível de 1600m (além do nível de 1000m) o que, por exemplo, no Continente permite restringir o aviso à serra da Estrela, quando emitido para os distritos da Guarda (Gouveia, Manteigas e Seia) e Castelo Branco (Covilhã); Emissão de aviso amarelo a partir de 1 cm de espessura de neve independentemente da altitude, tendo em conta a consequente formação de gelo nas estradas e influência na circulação rodoviária; Inclusão de impactos prováveis. Note-se ainda que a presente revisão do aviso de neve se insere nas orientações do programa europeu METEOALARM (responsável pela harmonização da emissão de avisos meteorológicos na Europa) e da Organização Meteorológica Mundial (OMM), no intuito de procurar incluir nos avisos meteorológicos os impactos prováveis na sociedade, promovendo a influência das previsões e avisos meteorológicos nas ações da população.