Arrancam hoje trabalhos de remediação de solos nos Socorridos

A Empresa de Electricidade da Madeira recordou, esta terça-feira, que arrancam hoje os trabalhos de remediação de solos nos Socorridos, depois de ter obtido a Licença de Operação de Gestão de Resíduos da Direção Regional do Ambiente e Alterações Climáticas, a 18 de janeiro. Esta licença permite a operacionalização do Plano de Remediação de solos dos Socorridos, iniciando-se, hoje, a instalação do estaleiro de apoio à obra com vista à realização dos respetivos trabalhos de remediação, com duração prevista para dois meses. “No decorrer do início da empreitada de construção da Estação Elevatória de Águas Residuais (EEAR) dos Socorridos, pela Câmara Municipal do Funchal, foi encontrado um foco de contaminação do solo por hidrocarbonetos, junto à foz da Ribeira dos Socorridos”, explica a empresa numa nota enviada à redação, que realçou que em junho de 2020 foi solicitado a realização de uma Due Diligence Ambiental a uma empresa da especialidade com reconhecida competência técnica. Para apurar a extensão e causas da contaminação. Por conseguinte, foi só em outubro passado que a EEM recebeu o Relatório de Caracterização da Contaminação e respetivo Plano de Remediação com as necessárias medidas a implementar, tendo depois procedido à requisição da licença à autoridade ambiental competente para levar a cabo os trabalhos em causa. “Entretanto e visando operacionalizar o Plano de Remediação de solos dos Socorridos, a EEM   já providenciou junto de uma empresa de gestão de resíduos, a realização dos trabalhos de triagem, acondicionamento e transporte dos solos contaminados para destino final fora da RAM, e de tratamento das águas contaminadas”, acrescenta a nota. Estes trabalhos e a instalação de um laboratório de campanha (para determinar o destino a dar aos vários tipos de solos e águas) serão ainda acompanhados por uma empresa da especialidade.

Arrancam hoje trabalhos de remediação de solos nos Socorridos
A Empresa de Electricidade da Madeira recordou, esta terça-feira, que arrancam hoje os trabalhos de remediação de solos nos Socorridos, depois de ter obtido a Licença de Operação de Gestão de Resíduos da Direção Regional do Ambiente e Alterações Climáticas, a 18 de janeiro. Esta licença permite a operacionalização do Plano de Remediação de solos dos Socorridos, iniciando-se, hoje, a instalação do estaleiro de apoio à obra com vista à realização dos respetivos trabalhos de remediação, com duração prevista para dois meses. “No decorrer do início da empreitada de construção da Estação Elevatória de Águas Residuais (EEAR) dos Socorridos, pela Câmara Municipal do Funchal, foi encontrado um foco de contaminação do solo por hidrocarbonetos, junto à foz da Ribeira dos Socorridos”, explica a empresa numa nota enviada à redação, que realçou que em junho de 2020 foi solicitado a realização de uma Due Diligence Ambiental a uma empresa da especialidade com reconhecida competência técnica. Para apurar a extensão e causas da contaminação. Por conseguinte, foi só em outubro passado que a EEM recebeu o Relatório de Caracterização da Contaminação e respetivo Plano de Remediação com as necessárias medidas a implementar, tendo depois procedido à requisição da licença à autoridade ambiental competente para levar a cabo os trabalhos em causa. “Entretanto e visando operacionalizar o Plano de Remediação de solos dos Socorridos, a EEM   já providenciou junto de uma empresa de gestão de resíduos, a realização dos trabalhos de triagem, acondicionamento e transporte dos solos contaminados para destino final fora da RAM, e de tratamento das águas contaminadas”, acrescenta a nota. Estes trabalhos e a instalação de um laboratório de campanha (para determinar o destino a dar aos vários tipos de solos e águas) serão ainda acompanhados por uma empresa da especialidade.